Intenção de Kleina é ter Valdivia, Kleber e novo esquema no domingo

Tanto o meia quanto o atacante, que ainda não estreou no clube, estão em fase final de recuperação de lesões na coxa esquerda

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201315h02

Com Souza, Wesley, Patrick Vieira e Vinicius alternando-se entre o meio-campo e o ataque, sem nenhuma referência na frente, o Palmeiras venceu na estreia da Libertadores e empatou com o Corinthians. Mas o esquema é circunstancial. E a esperança da comissão técnica é de que neste domingo, diante do União Barbarense, o time já possa contar com Valdivia e Kleber em um esquema novo.

Tanto o meia quanto o atacante, que ainda não estreou no clube, estão em fase final de recuperação de lesões na coxa esquerda. Os dois devem ser liberados para trabalhar ao lado do grupo nesta semana e, provavelmente, ficarão ao menos no banco de reservas no confronto do fim de semana no Pacaembu.

Como Valdivia conta com um trabalho especial, e já estabeleceu em acordo com diretoria e comissão técnica um plano para ser poupado em algumas partidas, dificilmente o chileno já começará como titular. Mas Kleber tem mais condições e pode ser a referência que o time perdeu com a saída de Barcos para o Grêmio – Caio, também centroavante, ainda não é considerado pronto por ter 20 anos.

“Pela circunstância, estamos montando a equipe como nos últimos jogos, mas estamos trabalhando para ter um dentro da área. O Kleber joga centralizado, mas quando sai da área tem recurso”, comentou Gilson Kleina, animado com o reforço emprestado pelo Porto até o fim do semestre, com possibilidade de ficar até 31 de dezembro. “O Kleber sempre se destacou, foi contratado pelo Porto para substituir o Falcao Garcia”, lembrou.

O atacante Kleber chegou do Porto machucado, mas pode estrear como titular pelo Palmeiras no domingo (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

Em relação a Valdivia, a diretoria que assumiu o clube há menos de um mês está convencida do empenho do jogador. Gilson Kleina também. “O Valdivia está mobilizado na situação. Quer mais do que nunca diminuir as lesões. E tem a característica de, em frações de segundos, colocar um colega na cara do gol”, enalteceu o técnico.

Além dos dois machucados, o treinador ainda tem Leandro como mais uma opção no ataque e Léo Gago, Charles e Rondinelly como possibilidades de serem novidades entre os titulares. E todos já integrados, de acordo com as palavras de Gilson Kleina, pela semana de concentração em Itu.

“Tivemos uma semana intensa, com chegada de jogadores, Libertadores e clássico. Nesta semana cheia agora temos que melhorar a situação física dos jogadores”, falou o técnico. “A socialização entre eles é importante, o treinamento e as conversas para eles irem se conhecendo. Agora temos que continuar com esse trabalho, mas temos que equilibrar. Tenho certeza de que estamos no caminho certo e estamos encorpando”, prosseguiu.