X
Esportes

Fifa se desculpa por lentidão em site de ingressos para Copa

ia causou lentidão na efetuação da compra via internet. Em muitos casos, não foi possível adquirir os bilhetes. Em comunicado oficial nesta terça-feira (13), a Fifa atribuiu o problema no atendimento eletrônico à enorme quantidade de pedidos simultâneos

A Fifa anunciou na segunda-feira (12) a nova parcial sobre a venda de ingressos para o Mundial de 2018 / Reprodução

 A grande procura por ingressos para a Copa do Mundo da Rússia causou lentidão na efetuação da compra via internet. Em muitos casos, não foi possível adquirir os bilhetes. Em comunicado oficial nesta terça-feira (13), a Fifa atribuiu o problema no atendimento eletrônico à enorme quantidade de pedidos simultâneos.

"Pedimos desculpas àqueles que tiveram dificuldades em comprar ingressos hoje. Nós observamos muitas mensagens e compreendemos suas frustrações. Fomos informados de que as questões se relacionam com o grande volume de fãs que acessam a plataforma de emissão de bilhetes. Agradecemos por sua paciência.

Mais uma vez obrigado pela sua paciência", informou a Fifa, pelo Twitter.

A Fifa anunciou na segunda-feira (12) a nova parcial sobre a venda de ingressos para o Mundial de 2018. De acordo com a entidade máxima do futebol mundial, os torcedores compraram pouco mais de 1,3 milhão de bilhetes para os jogos da competição mais importante do calendário futebolístico após a terceira fase de comercialização. A venda começou em setembro de 2017.

Nesta terça, entrou nova fase de vendas dos ingressos para o Mundial da Rússia. As compras são feitas por intermédio do tickets.fifa.com

Apenas duas partidas, segundo a Fifa, estão com ingressos esgotados. Além da decisão em Moscou (15 de julho), o jogo entre Argentina x Islândia (16 de junho), partida de estreia de Lionel Messi e companhia na Copa, não possuem mais entradas -somente em caso de desistência de torcedores ou patrocinadores, os bilhetes voltam ao mercado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

Polícia

130 kg de cocaína são apreendidos durante operação no Porto de Santos

A droga só pôde ser acessada com o auxílio de mergulhadores

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software