Após lista, Tite admite que 'leque está fechando'; 19 clubes vão auxiliar seleção

Os amistosos com Japão e Inglaterra, no próximo mês, são uma chance de o treinador fazer novos testes

Comentar
Compartilhar
21 OUT 2017Por Estadão Conteúdo17h01
Tite admitiu que a lista de convocados para a Copa está perto de ser fechadaFoto: MoWa Press

O técnico Tite admitiu nesta sexta-feira que o grupo da seleção que irá representar o País na Copa do Mundo da Rússia, no próximo ano, está perto de ser fechada. Sem citar nomes ou posições, o treinador declarou que "o leque está se fechando", o que fica comprovado cada vez que o treinador anuncia uma nova lista com praticamente os mesmos nomes.

Os amistosos com Japão e Inglaterra, no próximo mês, são uma chance de o treinador fazer novos testes, mas isso basicamente será com jogadores que já vinham sendo chamados, como Diego Souza, Giuliano, Douglas Costa e Taison. E Tite explicou o motivo logo após anunciar a lista de 25 convocados, apresentada nesta sexta-feira.

"O ideal seria que tivéssemos mais tempo para oportunizar (sic) mais. O real: vai se fechando o leque de oportunidades e de número de atletas. Estando aberto, por exemplo, a um Gabriel Jesus da vida surgir num Palmeiras? Sim, mas vai se fechando naturalmente. Não adianta querer omitir", destacou o treinador. "O leque vai se fechando em função do pouco tempo que a gente tem até a Copa do Mundo."

Ele apontou que "do meio pra frente" a chance de surgir um novo jogador é um pouco mais. "Eu preciso ver e entender as funções dos atletas, estar no dia a dia. Do meio pra frente está aberto mais? Sim. Mas há outros setores", comentou. "Eu não tenho competência para mudar seis, sete, oito jogadores, e avaliar o verdadeiro potencial."

Tite deu a entender que o trio de goleiros da seleção para a Copa está definido, com Alisson, Ederson e Cássio - os três apareceram nas três últimas listas. "Em relação aos goleiros, sempre vai ter uma análise maior do Taffarel, mas a palavra final é minha. Lateral é oportunidade de ver o Danilo daqui a pouco atuando, mas tem Rafinha, Fagner. Jemerson, possibilidade de atuação. A minha amostragem fica menor, eu vou ser mais justo "

Clubes ajudarão comissão

Analistas de desempenhos de 19 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro vão ajudar a comissão técnica da seleção a analisar possíveis adversários do Brasil na Copa do Mundo da Rússia, no próximo ano. Do total de 31 seleções, 27 serão analisadas - foram excluídas as da América do Sul, já que são equipes "conhecidas" da comissão técnica.

O único clube da Série A deste ano que ficou de fora do projeto foi o Flamengo. "O clube nos informou que estava com problemas de número de profissionais, e eles já nos fornecerão um para a base. Para não atrapalhar, decidimos em conjunto destinar a seleção que seria do Flamengo para outro clube", afirmou Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF, que negou que haja qualquer atrito com a equipe carioca - a CBF não gostou quando o Flamengo não liberou o atacante Vinícius Junior para a disputa do Mundial Sub-17.

A escolha da seleção que cada clube terá de analisar foi definida por sorteio. Dentre os paulistas, os analistas do Palmeiras cuidarão do 1º do Grupo A das Eliminatórias da África e acompanharão também a disputa de vaga na repescagem europeia entre Dinamarca e Irlanda. O Corinthians ficou com a Arábia Saudita e o Panamá, o São Paulo com a Alemanha e com a repescagem entre Honduras e Austrália, o Santos irá analisar a seleção de Portugal e a Ponte Preta levantará dados sobre a Espanha.

"A gente criou um modelo para ter um padrão, uma referência. Mas, pelo nível de profissionais que vamos trabalhar, a gente não vetou o acréscimo de informação", explicou Fernado Lazaro, coordenador do Centro de Pesquisa e Análise da seleção. "A gente entende que pode agregar muito."

Confira como ficou a divisão da observação das seleções pelos clubes:

Palmeiras - 1º do Grupo A da África + Dinamarca x Irlanda

Vasco - Nigéria e Egito

Grêmio - 1º do Grupo C + Irlanda do Norte x Suíça

Vitória - 1º do Grupo D

Bahia - Irã

Atlético-PR - Coreia do Sul e Islândia

Botafogo - Japão + Suécia x Itália

Corinthians - Arábia Saudita e Panamá

São Paulo - Alemanha + Honduras x Austrália

Fluminense - México

Avaí - Costa Rica

Atlético-MG - Rússia

Atlético-GO - França

Santos - Portugal

Sport - Sérvia

Cruzeiro - Polônia + Croácia x Inglaterra

Chapecoense - Inglaterra

Ponte Preta - Espanha

Coritiba - Bélgica

*Os analistas da CBF analisarão a repescagem entre Nova Zelândia x Peru

Colunas

Contraponto