X

Diário Mais

8 restaurantes 'queridinhos' da Baixada Santista que fecharam as portas

Nem todos os estabelecimentos tradicionais de Santos e Região resistiram à crise econômica ou à pandemia do Covid-19; confira quais

Luana Fernandes

Publicado em 11/03/2024 às 17:07

Atualizado em 11/03/2024 às 17:07

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Restaurante Jamblam era um dos mais tradicionais do Centro de Santos / Nair Bueno/DL

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

A Baixada Santista é reduto de bons restaurantes. A rotatividade e a diversidade de estabelecimentos deste tipo dá um rol de opções aos clientes que frequentam diariamente ou aos fins de semana. No entanto, assim como as baladas que encerraram as atividades, a Região tem uma lista de restaurantes “queridinhos” que, mesmo com a preferência dos santistas, fecharam as portas e ficaram só na memória.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Mas o que explica o fechamento de tantos lugares preferidos? Neste ano, o setor apresentou alta. A expectativa dos comerciantes de bares e restaurantes da Baixada Santista foi superada no Carnaval deste ano com aumento de 10% no faturamento em comparação ao ano passado. A pesquisa, realizada pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SINHORES).

Confira, a seguir, 8 restaurantes de Baixada Santista que fecharam as portas:

Café Paulista
O centenário restaurante localizado no início da Rua do Comércio e de frente para a Praça Rui Barbosa, no Centro Histórico de Santos, fechou as portas em 2017. Fundado em 1911, o local era um dos mais antigos e resistia aos avanços do tempo. Com o visual do início do século passado mantido e restaurado, o local não resistiu às mudanças que a região sofreu com descentralização do comércio de Santos. Mas nos mais de 100 anos existência, o Café Paulista foi refúgio para políticos e trabalhadores que buscavam um lugar para fugir das conversas de escritório durante o almoço ou no happy hour.

Bares e restaurantes da Baixada Santista têm alta de 10% no faturamento durante Carnaval

Jamblam
Um dos mais conhecidos do Centro de Santos, o restaurante Jamblam fechou em 2019. O último dia de funcionamento foi em 28 de junho daquele ano. Localizado em frente a Linha Turística do Bonde, na Praça Mauá, número 33, o restaurante foi inaugurado na década de 1970 e fazia parte do cotidiano de muitos trabalhadores. Nas redes sociais a comoção foi grande. Internautas lamentaram o encerramento das atividades.

O Leitão
Uma das churrascarias mais famosas da Praia Grande também não resistiu à ação do tempo e encerrou as atividades em 2017. Nas redes sociais do empreendimento ainda é possível encontrar folders divulgados há mais de 7 anos com o valor do rodízio de carnes a R$ 59,90.

Mainah
Em 2021, o restaurante Mainah, muito conhecido no Centro de Santos, fechou suas portas após 12 anos de funcionamento. O local abriu pela última vez no dia 19 de fevereiro de 2021. O motivo do fechamento foi a pandemia da Covid-19. Segundo a responsável pelo estabelecimento, Edna Daguer, informou na época, mesmo com a reabertura, o movimento estava fraco e não foi possível continuar com o restaurante aberto.

Paolla
O Restaurante Paolla estava situado em um local estratégico de Santos: esquina da Avenida Francisco Glicério com a Avenida Washington Luiz. Por muitos anos, o local recebeu famílias para o jantar ou para os almoços de fim de semana. Com o fechamento, o local deu lugar à Cantina Liliana, que está no local até hoje.

Boa Vista
Um dos restaurantes de frutos do mar mais famosos da Baixada Santista, o Restaurante Boa Vista, em São Vicente, fechou as portas em 2021. Com mais de 50 anos de funcionamento, o local tinha fãs assíduos. Há quem diga que não se come caranguejo em outro lugar.

Restaurante Jamblam fecha as portas após 48 anos em Santos

Cachaçaria Água Doce
Espaçoso, com bons drinks, música ao vivo e instrutores de dança. Por muito tempo, a Cachaçaria Água Doce foi um point bem badalado nas redondezas do Canal 1. Assim como muitos, a pandemia foi o motivo do fechamento.

Milani Di Lui
O restaurante Milani Di Lui era a sensação do horário de almoço no Centro de Santos. Situado na Rua XV de Novembro, em frente ao Museu do Café, o local era disputado por quem gosta de apreciar um bom filé a parmegiana. Assim como boa parte dos restaurantes do Centro, o estabelecimento não resistiu à pandemia.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

Cotidiano

Biquíni com casaco? Litoral de SP terá sol nos próximos dias, mas sem calor

Apesar da presença constante do sol, as máximas não passam dos 23 graus

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter