X
FUTEBOL

Messi e Neymar se tornam coadjuvantes de Mbappé no Paris Saint-Germain

Craque francês está em momento de sucesso consolidado apesar do revés parisiense

kylian_mbappe 853981 / Instagram

Não foi a produção de Kylian Mbappé, 23, o problema do Paris Saint-Germain em mais um fracasso na Liga dos Campeões. O francês marcou nos dois jogos contra o Real Madrid e deu sequência a seu ótimo desempenho na temporada. Lionel Messi, 34, e Neymar, 30, que em tese dividiriam o protagonismo com o companheiro de ataque, mostraram-se coadjuvantes.

O argentino e o brasileiro tiveram seus bons momentos no confronto das oitavas de final. Mas foi o camisa 7 quem mais criou problemas para a defesa adversária nas duas partidas -vitória por 1 a 0 na França e derrota por 3 a 1 na Espanha. Suas bolas na rede foram insuficientes para o clube se manter vivo na busca por aquele que é há anos seu grande objetivo.

O embate com o Real Madrid não foi uma exceção na primeira -e possivelmente única- temporada dos três juntos. Desde a chegada de Messi, que fez sua estreia em agosto, o rendimento e as estatísticas de Mbappé têm sido consistentemente superiores aos apresentados pelas outras estrelas do time.

O francês atua mais e marca mais gols, em números absolutos e também na média por jogo. Ele tem 35 participações pela equipe no ciclo 2021/22, com 25 gols e 14 assistências. Messi entrou em campo 25 vezes, colocando sete bolas na rede e dando dez passes para gol. Neymar esteve no gramado em 19 oportunidades: marcou em quatro delas e distribuiu cinco toques decisivos.

O padrão se mantém quando os três estão juntos na formação dirigida por Mauricio Pochettino. Pela carga controlada do veterano Messi e especialmente pelos problemas físicos de Neymar, isso foi observado em apenas 12 ocasiões até aqui -conforme consulta na base de dados do site oGol. E nessas situações houve predomínio de Mbappé nos lances de gol.

Considerando-se apenas os momentos em que os três dividiram o campo, o francês tem seis gols e três assistências, o argentino tem um gol e cinco assistências, e o brasileiro tem dois gols e duas assistências. São números que ajudam a explicar o protagonismo do mais jovem, cobiçado pelos principais clubes do mundo.

O próprio Real Madrid se mostra disposto a investir pesadamente no jogador, cujo compromisso com o PSG expira em junho deste ano. Ele já pode assinar um pré-contrato com qualquer agremiação, e há veículos de imprensa da Europa, como o jornal espanhol Mundo Deportivo, que já apontam um acerto com o clube madrileno.

"Tempo difícil. A Champions League era o grande objetivo para nós, mas falhamos", publicou Mbappé, que foi bastante aplaudido pelos torcedores do Real no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. "A temporada não acabou. Aconteça o que acontecer, permaneceremos unidos e determinados até o último jogo."

No Campeonato Francês, disputa na qual tem enorme vantagem financeira sobre os concorrentes, o PSG lidera com folga, 13 pontos à frente do segundo colocado. Na Champions, que é o objetivo perseguido desde a contratação de Neymar, em 2017, o ótimo futebol de Mbappé não foi suficiente, sem Messi e Neymar no mesmo nível.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

Brasil

Memória: a história do Castelinho da Rua Apa

Imóvel, construído em 1912, ficou famoso após ser palco de uma tragédia familiar

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software