Arte no Dique inicia projeto Cine Maria Mulata – Sessão de Cinema Infantil

Primeira sessão ocorre dia 18, 18h30, com o filme A Viagem de Chihiro". Haverá distribuição de pipoca e refrigerante.

Comentar
Compartilhar
12 SET 2019Por Da Reportagem10h15
As atividades acontecerão duas vezes por mêsFoto: Divulgação

Com o objetivo incentivar a formação cultural de base para aqueles que não têm acesso às salas de cinema o Instituto Arte no Dique inicia o projeto Cine Maria Mulata – Sessão de Cinema Infantil.

O Cine Maria-mulata é um projeto de cinema infantil, sendo mais um projeto do Instituto Arte no Dique, de incentivo à cultura e formação do cidadão e atenderá diretamente, crianças e jovens da Vila Gilda.

A primeira sessão será em 18 de setembro, quarta-feira, 18h30, com exibição da premiada animação japonesa "A Viagem de Chihiro". A retirada gratuita de ingressos acontece a partir de segunda, dia 16, a partir das 14h, até as 18h da quarta, dia 18, até dar a lotação do espaço, de 80 lugares.

O projeto

A região é o local ideal para realização do projeto, ao estimular os moradores da periferia à cultura do cinema. A proposta do Cine Maria Mulata é a formação de novos amantes da cultura dos telões. A Vila Gilda é a região mais vulnerável da cidade de Santos, e a proposta do projeto, vai além do entretenimento, tem como premissa a educação cultural em si.

"Entendemos que o cinema é fundamental para formação do cidadão, a 'grande tela' contribui com o desenvolvimento e o imaginário cultural do indivíduo, através da sua magia e união de todas as artes", afirma o presidente do instituto, José Virgílio Leal de Figueiredo.

O projeto contará com sessões infantis, com tópicos que possam gerar um conhecimento educacional e cultural. A intenção é fazer com que as crianças conheçam mais as produções do cinema além do circuito comercial.

A realização do projeto ocorrerá sempre na sede do instituto, atendendo a cerca de 80 crianças por sessão. O Arte no Dique disponibilizará uma tela de 3mx2m, projetor e um excelente jogo de caixas de som, tornando o local apto as apresentações dos filmes.

O projeto realizará a distribuição de bilhetes, com objetivo de controlar o número de assentos disponíveis e distribuição de pipocas e refrigerantes. Com isso, irá levar a experiência dos cinemas tradicionais as crianças e jovens.

O projeto tem dois modelos de atividades, a primeira vem relacionada ao dia a dia do Arte no Dique, atendendo as crianças que participam do projeto Educação Integrada, programa com média de 300 crianças, divididas em dois períodos, manhã e tarde. A segunda terá sessões abertas para as crianças da comunidade, atingindo a média de 80 lugares, a partir das 18h30. Ambas atividades acontecerão duas vezes por mês.