X
Cultura

Após ingressos para Coldplay acabarem em segundos, Procon-SP convoca empresa para reunião

Consumidores questionam que os ingressos dos shows vendidos pela Eventim Brasil esgotam rapidamente. Resposta à notificação encaminhada pelo Procon-SP foi insuficiente

Ingressos para o show do Coldplay acabaram em segundos; aconteceu o mesmo com os ingressos para o show de Avril Lavigne / Divulgação

O Procon-SP convocará a Eventim Brasil São Paulo Sistemas e Serviços de Ingressos para discutir o rápido término dos ingressos para os shows que a empresa comercializa. Consumidores têm usado as redes sociais do órgão de defesa para manifestar insatisfação e denunciar o problema. O encontro acontecerá no próximo dia 27 e contará com a presença do diretor executivo e de representantes da diretoria de atendimento da instituição.

No mês passado, a Eventim foi notificada pelo Procon-SP a dar explicações sobre o término dos ingressos para o show da banda Coldplay. Além da resposta não ter comprovado e esclarecido as indagações, nesta semana, consumidores começaram a reclamar do mesmo problema em relação ao show da cantora Avril Lavigne.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Apesar de a empresa declarar que o encerramento precoce da venda dos ingressos ocorreu em razão do sucesso de público e crítica da banda e informar que utiliza mecanismos antifraude no site e políticas de validação de documentos de compra no momento da retirada dos ingressos, não encaminhou nenhuma documentação de auditoria e de eficiência do sistema (ainda que por amostragem) para comprovar as alegações.

Também não foram apresentadas as cópias dos ingressos comercializados, que possibilitariam averiguar se dados pessoais, como CPF, são incluídos nos ingressos -- mecanismo que minimiza a compra por "cambistas" por inviabilizar o repasse, já que ingresso identificado se torna de uso exclusivo pessoal.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

Brasil

Memória: a história do Castelinho da Rua Apa

Imóvel, construído em 1912, ficou famoso após ser palco de uma tragédia familiar

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software