Papa diz que renunciará "pelo bem da igreja"

Durante a audiência semanal no salão Paulo VI, o papo foi recebido pelo presentes com uma longa salva de palmas.

Comentar
Compartilhar
13 FEV 201310h25

Em sua primeira aparição pública desde que anunciou sua renúncia, o papa Bento XVI disse aos fiéis que tomou a decisão "pelo bem da igreja". O papa foi recebido nesta quarta-feira (13) com uma longa ovação dos fiéis, que ficaram de pé, para recebê-lo durante a audiência semanal no salão Paulo VI, no Vaticano. Muitos dos presentes tinham lágrimas nos olhos.

No início da audiência, ele repetiu, em italiano, o que disse aos cardeais em latin na segunda-feira: que ele simplesmente não tem forças para continuar. "Eu tomei esta decisão de forma livre e para o bem da igreja". Bento XVI pediu aos fiéis que "continuem a orar pelo papa e pela igreja".

Ainda nesta quarta-feira o papa, de 85 anos, vai celebrar a missa de quarta-feira de Cinzas, que marca o início da Quaresma. Geralmente, a cerimônia é realizada na igreja no Aventino, uma das colinas de Roma, mas foi transferida de última hora para a Basílica de São Pedro. Segundo o Vaticano, a mudanças foi feita para acomodar a multidão esperada para o evento, além de evitar que o pontífice faça sua costumeira procissão até a igreja. As informações são da Associated Press.

Papa Bento XVI anunciou nesta última segunda-feira (11) sua renúncia ao cargo (Foto: Divulgação)