Papa considera internet um 'presente de Deus'

Ele advertiu, no entanto, que o desejo obsessivo de permanecer conectado pode isolar as pessoas de seus amigos e de seus familiares

Comentar
Compartilhar
23 JAN 201417h29

A internet é um "presente de Deus" que facilita o diálogo, afirmou nesta quinta-feira o papa Francisco. Ele advertiu, no entanto, que o desejo obsessivo de permanecer conectado pode isolar as pessoas de seus amigos e de seus familiares.

Os comentários do pontífice foram feitos em uma mensagem sobre as comunicações de Igreja Católica, durante a qual tratou das "maravilhas" e dos "perigos" da era digital e da importância de interação dos fiéis com pessoas de diferentes culturas e religiões.

Francisco também sugeriu aos fiéis católicos que não se mostrem arrogantes e não insistam em achar que são os donos da verdade, em uma mudança de postura em relação a seu antecessor.

Segundo o papa Francisco, a internet é um 'presente de Deus' (Foto: Divulgação)

"Manter um diálogo significa crer que 'a outra parte' tem algo valioso a dizer", declarou. "Dialogar não significa renunciar a nossas ideias e tradições, mas à pretensão de que são elas as únicas válidas e absolutas", prosseguiu.

O antecessor de Francisco, Bento XVI, atribuía à Igreja Católica "a plenitude dos meios de salvação".