Governo do Estado autoriza reforma da Cadeia Velha

Geraldo Alckmin está em Santos para assinar a ordem de início das obras de restauro. O local é tombado em nas esferas municipais (Condepasa), estaduais (Condephaat) e federais (Iphan)

Comentar
Compartilhar
28 MAR 201420h31

O governador Geraldo Alckmin está em Santos para assinar a ordem de início das obras de restauro da Cadeia Velha de Santos – um dos mais importantes patrimônios culturais da cidade, tombado pelos órgãos de preservação nas esferas municipal (Condepasa), estadual (Condephaat) e federal (Iphan). O evento acontece no Emissário Submarino de Santos, às 10h30, com presença do secretário municipal de Cultura, Raul Christiano, e do secretário adjunto de Estado da Cultura, Sérgio Tiezzi.

O Diário do Litoral acompanha o dilema da Cadeia Velha há anos. A última matéria, 'Restauro da Cadeia Velha deve começar em 2014', em setembro do ano passado, já dava a notícia de que o restauro do local começaria este ano. Na época, a Secretaria de Estado de Cultura já afirmava que os trabalhos de recuperação do prédio tombado iniciariam nos primeiros meses de 2014.

A recuperação custará R$ 10 milhões e será paga apenas pelo Governo do Estado. Os prazos de conclusão dos reparos variam entre 15 e 18 meses, segundo o órgão estadual.

A Cadeia Velha terá, como novidades, elevador para melhorar a acessibilidade, cafeteria no térreo e um auditório multimídia.

A Prefeitura, embora tivesse apresentado a ideia de uso compartilhado ou de municipalização do imóvel, não pretende mais administrar o espaço, segundo esclareceu – em setembro de 2013 - o secretário municipal de Cultura, Raul Christiano. “Agora está decidido: é o Estado que vai reformar o local e administrá-lo”.

 A recuperação da Cadeia Velha custará R$ 10 milhões, que serão pagos unicamente pelo Estado (Foto: Matheus Tagé/DL)

Cartão-postal

Localizado na Praça dos Andradas, o imóvel está abandonado há cerca de um ano e meio, e é o primeiro cartão-postal que o turista vê ao chegar de ônibus pela Rodoviária. O Diário do Litoral já tinha mostrado a degradação da antiga edificação, em reportagem publicada no dia 5 de abril de 2012. Sem uma obra de reparo, a situação apenas piorou.

Tombada nos três níveis – municipal pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos (Condepasa), estadual pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) e  federal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) - , a Cadeia Velha passou por uma grande restauração no começo da década de 80, conforme informa a placa instalada em sua entrada. A placa, datada de 5 de fevereiro,  apresenta  o nome do então governador paulista, Paulo Maluf, e do então prefeito santista, Paulo Gomes Barbosa (pai do atual prefeito Paulo Alexandre Barbosa, PSDB).