Conflito entre famílias deixa 23 mortos no Egito

Autoridades disseram que mais de uma dezena de escolas na região dos conflitos será fechada por tempo indeterminado até que a calma seja restaurada

Comentar
Compartilhar
05 ABR 201418h30

Uma rixa entre um clã árabe e uma família da Núbia no Sul do Egito deixou pelo menos 23 mortos em dois dias de conflito, disseram funcionários do governo e testemunhas neste sábado.

Um comunicado do Ministério do Interior informou que os combates eclodiram na província de Assuã, após assédio a uma menina e estudantes dos dois grupos fazerem pichações ofensivas em uma escola local.

Assassinatos por vingança são comuns no sul do Egito, onde violações à honra muitas vezes provocam violência, enquanto forças de segurança não atuam para contê-la.

Autoridades disseram que mais de uma dezena de escolas na região dos conflitos será fechada por tempo indeterminado até que a calma seja restaurada.

Um funcionário da secretária de Saúde, Mohammed Azmi, afirmou à emissora de TV CBC que 23 pessoas foram mortas e 12 estão em estado crítico. Mas um comunicado do governo local informou que havia 31 feridos.