Alunos de SV apresentam ‘projeto abraço’ com releitura do quadro de Romero Brito

Objetivo dos trabalhos é fazer com que a comunidade e alunos ‘abracem’ as questões de conscientização sobre valores humanos, ambientais e de inclusão

Comentar
Compartilhar
29 AGO 201412h21

Os alunos na EMEIEF "Professor Gilson Kool Monteiro" (Rua Rivaldo de Lima Ferreira s/nº - Vila Mathias) terão uma tarde colorida nesta sexta-feira (29). A partir das 14 horas começará a festa de encerramento do Projeto Abraço que envolve comunidade, professores e alunos em um trabalho que tem como objetivo fortalecer os valores humanos, o respeito ao meio ambiente e a questão da inclusão social.

Durante o evento haverá a apresentação dos alunos com músicas e vídeos que mostram o desenvolver do projeto dentro da sala de aula. A escola também terá uma mostra de trabalhos realizados no decorrer do ano.

Os alunos do terceiro ano confeccionaram 335 palhacinhos – mascotes do projeto – para serem entregues aos alunos da Educação Infantil e do primeiro ano. A escolha do mascote deve-se à releitura do famoso quadro do artista Romero Brito “The Hug” (O abraço).

Desenvolvimento - O projeto foi trabalhado desde o início do ano, durante todas as semanas, dentro da sala de aula, onde os alunos confeccionaram bonecas abayomi (pequenas bonecas negras, feitas de pano e sem costura alguma, apenas com nós ou tranças. A palavra abayomi tem origem no iorubá e significa aquele que traz felicidade ou alegria. É como oferecer ao outro o que se tem de melhor, algo que carregue nossas melhores qualidades).

Houve também a participação dos pais no decorrer do projeto, pois foram eles que doaram todo o material reciclável para a confecção não só das bonecas, mas do mascote.

Segundo a idealizadora do projeto, professora Maria Verlânia, já se nota transformação no convívio social da comunidade escolar. “É muito gratificante ver a escola e a comunidade juntas abraçando as questões dos valores humanos, meio ambiente e respeito ao próximo”.

De acordo com que diz a L.D.B. (Lei de Diretrizes e Bases) da Educação, é dever da escola, não só trabalhar o conteúdo didático, mas também os “Valores Humanos”, para formação de cidadãos harmoniosos no convívio social.