Banner Sabesp

Receita faz apreensão recorde de cocaína no Porto de Santos

Investigação conjunta da Receita Federal e da Aduana Francesa resultou na apreensão de 936 quilos da droga em dois contêineres

Comentar
Compartilhar
23 OUT 2017Por Da Reportagem18h01
A droga foi encontrada em meio a uma carga de folhas de pasta de celuloseFoto: Divulgação

Uma investigação conjunta da Alfândega da Receita Federal e da Aduana Francesa evitou que 936 quilos de cocaína fossem exportados pelo Porto de Santos nesta segunda-feira (23). Foi a maior apreensão do gênero do ano, o que elevou para quase 10 toneladas a quantidade de cocaína apreendida no cais santista no período.

De acordo com a assessoria de comunicação da Receita, durante a investigação a Aduana Francesa forneceu informações que ajudaram na seleção de cargas a serem inspecionadas.

“A droga estava acondicionada dentro de duas unidades de carga (contêineres) em um carregamento de folhas de pasta de celulose, cujo destino final seria o Porto de Le Havre, na França”, informou a Receita.

A suspeita é do emprego da técnica criminosa conhecida por “rip-off loading”, na qual a droga é inserida em uma carga regular, sem o conhecimento do seu proprietário. Este tipo de modus operandi é recorrente nas tentativas de exportação de cocaína via Porto de Santos.

A droga foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal (PF) em Santos, que irá apurar quem são os responsáveis pela droga em inquérito.

2016

No ano passado, a Receita Federal e da PF apreenderam 10,6 toneladas recolhidas em 22 operações, o que representou um recorde histórico. 

 

Colunas

Contraponto