23h : 54min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Segundo uma rádio colombiana, o goleiro Jackson Follmann teve as pernas amputadas

Os médicos que acompanham o jogador disseram não poder confirmar a informação. Afirmaram apenas que o jogador está sendo acompanhado e que o quadro é estável

Comentar
Compartilhar
29 NOV 2016Por Folhapress15h49
A rádio colombiana BluRadio afirmou, em sua conta no Twitter, que o goleiro Jackson Follmann (centro) teve suas duas pernas amputadasFoto: Reprodução

A rádio colombiana BluRadio afirmou, em sua conta no Twitter, que o goleiro Jackson Follmann teve suas duas pernas amputadas após o acidente que deixou pelo menos 75 mortos nesta terça-feira (29).

À Folha de S.Paulo, os médicos que acompanham o jogador disseram não poder confirmar a informação. Afirmaram apenas que o jogador está sendo acompanhado e que o quadro é estável.

O avião, que levava a delegação da Chapecoense e jornalistas brasileiros, decolou de Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) com 81 pessoas a bordo com destino a Medellín (Colômbia), onde o time disputaria nesta quarta (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. O acidente ocorreu na cidade de La Unión, que fica nas proximidades de Medellín.

Além de Follmann, outras cinco pessoas sobreviveram: os jogadores Alan Ruschel e Hélio Hermito Zampier Neto, o jornalista Rafael Henzel Valmorbida, e os integrantes da tripulação Ximena Suárez e Erwin Tumiri. Eles foram encaminhados para hospitais da região, alguns em estado grave.

Festa antes da decolagem

Logo antes de decolar para a Colômbia, jogadores da Chapecoense gravaram um vídeo a bordo do avião que caiu e deixou 75 mortos nesta terça-feira (29).

Nas imagens, o zagueiro Filipe José Machado aparece segurando a câmera enquanto jogadores brincam entre si, aguardando a decolagem.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar