09h : 03min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

São Paulo tenta copiar o Corinthians para se recuperar no Brasileiro

Dorival Júnior tenta detectar quais problemas precisam ser corrigidos na equipe

Comentar
Compartilhar
07 AGO 2017Por Folhapress14h30
Com a derrota para o Bahia por 2 a 1 no domingo (6), na Fonte Nova, o São Paulo fechou o primeiro turno do Brasileiro com apenas 19 pontosFoto: Felipe Oliveira / EC Bahia/Fotos Públicas

Para afastar o São Paulo da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Dorival Júnior tenta detectar quais problemas precisam ser corrigidos na equipe. Um dos pontos apontados pelo treinador é a falta de objetividade do time durante as partidas. Coincidentemente, ao contrário do Corinthians, o Tricolor costuma ter mais a posse de bola do que os adversários, mas pouco cria.

"É o que temos de melhorar. É justamente o passe final, as movimentações para as infiltrações. Você tem posse de bola, monta o seu time em cima da equipe adversária, pressiona, mas a efetividade está faltando. Temos de corrigir, sim, para aproveitar a posse estabelecida ao longo de praticamente todos os jogos desde que chegamos", disse Dorival.

No primeiro turno do Brasileiro o São Paulo teve 55,8% de posse de bola. No jogo empate por 2 a 2 com o Atlético-GO, por exemplo, já sob o comando de Dorival, a equipe chegou a ter 72% a bola nos pés -recorde na competição deste ano. O líder Corinthians, por sua vez, teve média de 49,6% de controle da bola nos jogos. Porém, o Alvinegro marcou 32 gols, dez a mais do que os tricolores. Além disso, os corintianos acertaram 89 finalizações, contra 81 dos são-paulinos.

"Às vezes, temos mais posse, até melhores oportunidades, mas futebol é resultado. Infelizmente, temos tomado um ou dois gols por jogo. Temos que corrigir isso e as finalizações", disse Lucas Pratto.

Com a derrota para o Bahia por 2 a 1 no domingo (6), na Fonte Nova, o São Paulo fechou o primeiro turno do Brasileiro com apenas 19 pontos. A equipe volta a jogar neste domingo, no Morumbi, contra o Cruzeiro.

OUTRO LADO

Curiosamente, o próprio treinador do Corinthians, Fábio Carille, estranhou tais estatísticas do seu time. "Na maioria dos jogos, o Corinthians tem menos posse de bola, mas é o time que mais troca passes no campeonato. Estou muito surpreso com isso, e essa semana vou buscar o por quê disso. Não tenho a resposta, vou até ver essa semana", disse Carille, que só volta a comandar o Corinthians no dia 19, contra o Vitória.

Colunas

Contraponto