Alerta

Estado de SP teme surto de sarampo após 25 casos suspeitos

A cobertura vacinal contra a doença caiu para 73% no território paulista

Joe Silva

Publicado em 12/04/2022 às 14:40

Atualizado em 12/04/2022 às 15:32

Comentar:

Compartilhe:

Estado de SP teme surto de sarampo após 25 casos suspeitos / Foto/ Governo do Estado de SP

Após o mapeamento de 25 casos suspeitos de sarampo, o estado de São Paulo teme que um surto da doença possa ser confirmado, uma vez que a cobertura vacinal caiu no território paulista. Um dos casos confirmados da doença é o de um bebê que não estava vacinado.

Em 2021 apenas 73%  do público alvo estava vacinado contra sarampo em São Paulo, sendo que a cobertura vacinal recomendada é de 95% para evitar o espalhamento da doença. Desde 2016, o Brasil não consegue bater a meta perseguida pelo Ministério da Saúde. Somente no primeiro trimestre do ano passado houve 5 casos confirmados.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Na capital paulista, a vacinação contra sarampo e pólio teve início no dia 4, para crianças de seis meses e menores de cinco anos. O público alvo estimado para receber o imunizante na cidade é de 709,2 mil crianças e 585,9 mil profissionais de saúde, além de idosos nascidos após 1960. O texto conta com informações do "R7". 

Em 2015 o Brasil havia registrado os últimos casos de sarampo e, em 2016, recebeu a certificação da eliminação do vírus endêmico. Entretanto, em 2018, o vírus foi reintroduzido no país, ocasionando um novo surto com 9.325 casos. Em 2019, o município de São Paulo registrou 9.347 casos confirmados com cinco óbitos. Já em 2020, 454 casos confirmados foram notificados com um óbito e, em 2021, sete casos foram confirmados e nenhum óbito foi registrado.

Sobre receber vacina contra Covid e sarampo no mesmo dia:
Para crianças entre 5 e 11 anos, a vacinação de sarampo e Covid-19 não deve ser aplicada simultaneamente, devendo ser priorizada a imunização contra Covid-19. Depois de 15 dias pode ser aplicada a vacina contra o sarampo. Para a população em geral, acima de 12 anos e trabalhadores da saúde, pode ser feita a imunização simultânea entre as vacinas de sarampo, gripe e Covid-19.

Com relação à investigação sobre os 25 casos suspeitos de sarampo, a Secretaria Estadual de Saúde analisa os infectados. Se a doença for confirmada, devem se tratar de  autóctones, ou seja, quando a pessoa contrai o vírus no próprio território e não em viagem.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Quanto vale o ouro? Saiba a premiação de cada medalha olímpica

Valor teve uma evolução de 40 % em comparação a Tóquio 2020

Cotidiano

Concurso da Prefeitura de Santos tem salários de até R$ 10 mil; veja vagas

As inscrições para o concurso público vão até o dia 18 de julho

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter