Turistas se preparam para voltar a viajar

O metabuscador de viagens Kayak fez uma pesquisa que indica mais disposição dos turistas para voltar à ativa; 55% se dizem prontos para viajar

Comentar
Compartilhar
22 NOV 2020Por Gazeta de S. Paulo16h58
RIO DE JANEIRO. Na foto, o bairro de Botafogo e o morro do Pão de Açúcar, um dos (vários) cartões postais da Cidade Maravilhosa, uma das mais citadas na pesquisa.Foto: Stilepics

Por Vanessa Zampronho

Bateu a vontade de viajar? Não está sozinho: as buscas por destinos, passagens aéreas e hospedagem vem crescendo, de acordo com uma pesquisa do metabuscador de viagens Kayak. O levantamento, divulgado em outubro, foi feito com mil pessoas e 55% delas disseram que estão prontas para viajar nos próximos seis meses.

"Essa é segunda rodada da pesquisa. Fizemos outra antes, entre abril e maio, quando 47% das pessoas responderam que pretendiam viajar nos próximos meses. Agora, 55%", conta o country manager da Kayak, Gustavo Vedovato, em entrevista à Gazeta de S. Paulo. Ele cita também que o volume de buscas no site vem crescendo ao longo dos últimos meses e, na pesquisa, a praia fica em primeiríssimo lugar nos destinos mais procurados.

As cidades mais buscadas são Recife, Rio de Janeiro, Fortaleza, Salvador e Maceió. Vale destacar que os destinos nacionais estão em alta: na pesquisa, 49% dos respondentes disseram preferir viagens dentro do Brasil, e 15%, para outros continentes. "Os destinos internacionais estão com baixa procura ainda, até por conta da questão das restrições dos países com relação à entrada de turistas estrangeiros", afirma.

 
  • RIO DE JANEIRO. Na foto, o bairro de Botafogo e o morro do Pão de Açúcar, um dos (vários) cartões postais da Cidade Maravilhosa, uma das mais citadas na pesquisa.
  • RECIFE. Na pesquisa do Kayak, foi a cidade mais procurada - e também não é para menos. São praias belíssimas como a de Boa Viagem (foto) que o turista está procurando: areia, sol, água, sol e uma vista bem diferente das paredes de casa, onde as pessoas tê
  • FORTALEZA. A capital cearense ficou em terceiro na pesquisa, e tem algumas das praias mais visitadas do país, como a de Iracema (foto), a do Futuro e a de Canoa Quebrada.
  • SALVADOR. Uma das mais antigas cidades brasileiras, a capital baiana não poderia ficar de fora desta lista, com praias belíssimas como a de Itapuã, Ondina e Farol da Barra (foto)

Outra tendência apontada pela pesquisa é o tipo de viagem: 63% preferem passeios em família, 16% a lazer, e 11%, individual. O resultado mostra a influência da pandemia: as pessoas preferem viajar com quem já convivem, ou sozinhas, para evitar contato com quem não conhecem. Já no tipo de transporte, o avião aparece em primeiro lugar, seguido pelo carro próprio e alugado. "As companhias aéreas têm feito campanhas para mostrar que é seguro andar de avião. Um dos fatores que transmitem essa segurança é a filtragem de ar dentro das aeronaves, que retém até 99% dos germes", diz Vedovato.

Porto de Galinhas e Olinda são outros destinos que ficam perto da capital pernambucana.
Um dado curioso é o tipo de hospedagem apontado na pesquisa. Os participantes disseram preferir se hospedar em hotéis ou alugar uma casa, e isso se explica: hotéis reduziram sua capacidade de atendimento e redobraram as recomendações sanitárias, de uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social.

E como ficará o turismo em 2021? "A praia, pelo menos para os próximos seis meses, vai continuar no topo dos interesses dos brasileiros. A natureza também é um dos destinos bastante buscados, por serem lugares abertos. Um tipo de viagem que pode demorar um pouco a voltar é a de negócios. Na pesquisa, ela ficou em último lugar. Só vai viajar quem realmente precisa", completa Vedovato.