Sindicatos do porto têm reunião nesta sexta-feira

Os sindicatos irão debater as emendas apresentadas à Medida Provisória 595-2012.

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 201220h38

Os sindicatos de trabalhadores do porto de Santos têm reunião nesta sexta-feira (14), às 10 horas, para debater as emendas apresentadas à Medida Provisória 595-2012.

As emendas à MP, que trata de mudanças nos portos brasileiros, foram apresentadas nesta semana, em Brasília, a deputados, pelas três federações nacionais das categorias (FNP, FNE e Fenccovib).

Na reunião desta sexta-feira, no Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), os dirigentes cuidarão também da organização de caravana à Capital, em fevereiro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Estivadores, Rodnei Oliveira da Silva, a comissão de deputados e senadores que analisará a MP iniciará seus trabalhos em 18 de fevereiro.

“Nesse dia, trabalhadores e sindicalistas de todos os portos estarão em Brasília”, adianta o sindicalista. Segundo ele, a estiva de Santos pretende ir à Capital em quatro ônibus.

Rodnei explica que outros sindicatos também colocarão ônibus à disposição dos trabalhadores “interessados em assistir de perto esse momento histórico”. O prazo para aprovação da MP é 17 de março.

Na reunião desta sexta-feira, os sindicalistas terão em mãos as emendas apresentadas pelas federações aos parlamentares e debaterão os efeitos de cada uma delas na garantia do mercado de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Operários Portuários, Robson de Lima Apolinário, está preocupado com os cursos de capacitação profissional da categoria.

Ele pondera que a lei dos portos (8630-1993) “não é pródiga na questão dos cursos, mas pelo menos faz referência a eles. E a nova lei, resultante da MP, será que contemplará os trabalhadores nesse quesito?”.