Banner gripe

Abonos deste ano já estão sendo pagos na Caixa

PIS/Pasep. Abonos são referentes aos anos de 2017 e 2018 e calendário de pagamento segue até março de 2018

Comentar
Compartilhar
31 JUL 2017Por Da Reportagem11h30
O crédito em conta para correntistas do Banco do Brasil será efetuado a partir do terceiro dia útil anterior ao início de cada período de pagamento

O governo divulgou o cronograma de pagamentos do abono do PIS/Pasep de 2017 e 2018. Os recursos já estão disponíveis desde o último dia 27.  O calendário segue até março de 2018.

Terão direito a receber o benefício ainda neste ano aqueles que nasceram entre julho e dezembro. O abono, que pode chegar até R$ 937, é válido para quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano passado e estão inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos.

Trabalho e Previdência unificam portais para facilitar os acessos

O Ministério do Trabalho e Previdência Social já conta com um novo portal unificado na internet.

O endereço www.mtps.gov.br está disponível desde a semana passada.

A fusão envolve os antigos portais do Trabalho e da Previdência, reunidos agora  em um único ambiente.

A fusão também ocorreu nos perfis das redes sociais como Facebook, Twitter, Youtube e Flickr.

O portal reunirá todos os serviços e informações disponíveis nas áreas do Trabalho e da Previdência social e segue a nova identidade digital do governo federal.

Trata-se de ­infraestrutura com foco em conteúdo, arquitetura da informação e identidade visual.

Governo vai confiscar R$ 8 bi de segurados

Os segurados que ganharam ações contra o INSS e outros órgãos públicos federais e tiveram os atrasados liberados pela Justiça há mais de dois anos terão mais um tempo extra para ir buscar o dinheiro antes que os valores sejam confiscados pelo governo.

É que Conselho da Justiça Federal decidiu que não irá se desfazer de nenhum precatório até meados de agosto e vai aguardar a reunião de técnicos dos tribunais federais do país que vão discutir como será executada a lei que autorizou esse confisco.

Mais de oito bilhões de reais ficaram à espera desses segurados e como não foi sacado, o Governo entrou com projeto de lei solicitando a devolução do dinheiro e o projeto foi aprovado.

Aposentadoria especial de parlamentares

O Senado recebeu milhares de sugestões por via postal e correspondências eletrônicas  sobre o fim de aposentadoria especial de parlamentares. População diz que existe um abismo muito grande entre as aposentadorias da classe política como deputados, senadores e trabalhadores comuns, tendência que pode piorar com a  reforma previdenciária.

No outro lado, está a classe política, que se aposenta com apenas 2 anos de mandato, com todas as regalias permitidas. Milhares de pessoas de todo País, estão fazendo sugestões ao Congresso Nacional para que seja apresentado um projeto  acabando com a aposentadoria especial dos parlamentres, nivelando-os aos segurados da previdência social.

 

Colunas

Contraponto