GOVERNO SAUDE

Secretaria garante novo contrato para retomar obras de conjunto habitacional de São Vicente

Deputada obtém compromisso de recursos no orçamento deste ano para conclusão dos 1.120 apartamentos em São Vicente

Comentar
Compartilhar
13 FEV 2020Por Da Reportagem19h00
As obras da terceira fase do Conjunto da Cohab Santista começaram em janeiro de 2019 e já foram erguidos 28 prédiosFoto: Divulgação

A deputada federal Rosana Valle (PSB) obteve, na Secretaria Nacional da Habitação, em Brasília, o compromisso de retomada das obras do Conjunto Habitacional Tancredo Neves III, em São Vicente, que foram paralisadas depois de avançarem mais de 20% do previsto em contrato.

Após reunião com os técnicos da Secretaria Nacional da Habitação, Rosana Valle informou que a Caixa Econômica Federal (CEF) pedirá um cronograma atualizado das obras à empresa Saned, de modo a firmar um novo contrato e assim utilizar os recursos da ordem de R$ 120 milhões que já estão alocados no orçamento deste ano.

As obras da terceira fase do Conjunto da Cohab Santista começaram em janeiro de 2019 e já foram erguidos 28 prédios. São 1.120 apartamentos, de 44 metros quadrados, destinados a moradores de áreas de risco da Baixada Santista e famílias cadastradas em programas habitacionais.

As obras paralisadas lembram uma cidade fantasma. “Do jeito que estão, os apartamentos correm o risco de sofrer invasões, como já aconteceu com outras obras inacabadas em São Vicente”, disse a parlamentar, que levou o problema à Secretaria Nacional da Habitação e à CEF e aguardava por uma solução.

O conjunto é uma iniciativa da Companhia Habitacional da Baixada Santista, a COHAB de Santos, que é a dona do terreno. O financiamento é da Caixa Econômica Federal. Problemas burocráticos fizeram a Caixa deixar de repassar os recursos estabelecidos em contrato para a Cohab. A Construtora Saned mantém canteiro de obras e alguns homens no local.

“Agora temos a garantia que famílias das áreas de risco serão contempladas com a retomada das obras. O Governo Estadual também participa da obra, e poderá voltar a repassar recursos com o novo contrato”, disse Rosana Valle, de Brasília. A intervenção da parlamentar foi solicitada pelo prefeito de Santos. Paulo Alexandre Barbosa. 

A busca por soluções incluiu também audiência com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, além de três reuniões com técnicos da Secretaria Nacional da Habitação.