X
Santos

'Envelhecimento Ativo': Santos lança programas de políticas para longevidade

Política de Atenção Integral à Pessoa Idosa será ampliada e vai integrar diversas faixas etárias da população, segundo o Copol

Prefeitura de Santos quer criar uma leitura mais moderna e atualizada de como lidar com a longevidade / Divulgação/ PMS

Na sexta-feira (3), Santos anuncia a implantação da Coordenadoria Municipal de Políticas para a Longevidade (Copol) e o Programa Rede Educativa para a Longevidade, a partir das 16h, no quinto andar do Paço Municipal, localizado na Praça Mauá, no Centro. Segundo a Prefeitura, por meio da Secretaria de Governo (Segov), é uma forma de fortalecer as políticas públicas voltadas para este tema.

O primeiro passo foi a mudança de nomenclatura de Coordenadoria do Idoso para Coordenadoria Municipal de Políticas para a Longevidade. "O objetivo é implantar uma nova política pública, estabelecendo um marco na cidade de Santos, criando uma leitura mais moderna e atualizada de como os gestores públicos e a população da nossa cidade devem, juntos, procurar soluções para o grande desafio do século 21, a Revolução da Longevidade”, explicou a coordenadora da Copol, Ana Bianca Ciarlini.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Ela explica que, desde 2013, Santos tem uma Política de Atenção Integral à Pessoa Idosa, com vários programas e ações instalados em suas Secretarias, coordenados pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), através da Coordenadoria do Idoso. "O atual governo dará sequência e ampliará esta política, que passa a ser coordenada pela Segov, através da Copol, tornando-a ainda mais abrangente, integrando as diversas faixas etárias da população da Cidade”, disse.

Rede Educativa para a Terceira Idade

Em parceria com a Secretaria de Educação (Seduc), a Prefeitura também anuncia a criação da Rede Educativa para a Longevidade. O novo programa busca “preparar a sociedade santista, através da educação, para a implantação de uma Política Pública para a Longevidade, levando os conceitos da ‘Revolução da Longevidade’ e ‘Envelhecimento Ativo’ para a Rede Pública de ensino”.

"Vamos focar na longevidade com qualidade de vida, o protagonismo do idoso ativo, o incentivo ao cuidado e à proteção do idoso vulnerável, para impactar a base familiar e a sociedade santista”, aponta Ana Bianca.  

O programa será desenvolvido através de um trabalho construtivista e multidisciplinar, tendo como materiais pedagógicos, vídeos informativos, assim como uma biblioteca virtual sobre o tema.

Turma da Longevidade

Durante o evento, também será apresentado o Gibi "Turma da Longevidade", que narra a história de cinco amigos, inspirados em características de idosos santistas. Ana Bianca revela que os personagens, conforme o perfil predefinido, “têm por volta de 70 anos de idade, mantêm forte vínculo de amizade durante todo o percurso de vida e fazem parte da geração conhecida como baby boomers, nascidos após a Segunda Guerra Mundial”.  

Na narrativa, eles fazem uma visita a um dos amigos que está acamado e, juntos, todos os cinco, demonstram que mantêm vivos os seus propósitos de vida, deixando um grande exemplo para o jovem neto, que o mais importante não é só ter "mais anos de vida", mas dar "mais vida aos anos".  

O Gibi será entregue em eventos onde o tema Longevidade estiver inserido, assim como nas escolas que estiverem fazendo parte da Rede Educativa para a Longevidade. A tiragem inicial é de 350 exemplares. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia Civil desmonta laboratório de drogas em São Vicente

Durante ação em combate ao tráfico, equipe apreendeu grande quantidade de crack, cocaína, lança-perfume e maconha 

Emprego

Evento para quem busca oportunidade de trabalho acontece nesta terça-feira em São Vicente

'Giro de Profissões' é gratuito e aberto ao público, com palestras, orientações e encaminhamentos para colocação no mercado de trabalho

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software