X
Polícia

SSP: Baixada Santista tem queda no índice de estupros, mas homicídios aumentam

Os dados são de ocorrências registradas na Secretaria de Segurança Pública nos últimos 12 meses

Os dados são contabilizados pela SSP-SP e correspondem ao período de 12 meses / Divulgação/SSP

A Baixada Santista e Vale do Ribeira tiveram redução nas ocorrências de estupros e roubos de veículos no mês de setembro. Em contrapartida, o indicador de roubo a banco permanece em estabilidade. Os dados são contabilizados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) e correspondem ao período de 12 meses, taxas do mês de setembro deste ano em comparação ao mês de setembro de 2020.

O roubo de veículos teve queda de 3,1% em comparação ao mês de setembro de 2020. Foram 63 casos no mês passado, ante 65 em igual período do ano anterior. Os números são os menores desde que iniciaram o rastreamento de casos em 2001.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Já o índice de roubos a bancos permanece zerada pela quinta vez consecutiva. No entanto, quando se olha o indicador de roubos em geral e de cargas, os números passaram de 12 para 24 e de 891 para 965, respectivamente. Ambos os indicadores relacionados a furtos, em geral e veículos, passaram de 2.497 para 2.597 e de 125 para 273.

No rastreamento de casos de estupro, a redução foi de apenas um caso. Foram 60 registros no mês passado, contra 61 em setembro de 2020.

As ocorrências de mortes intencionais no último mês somaram 22 casos, com 24 vítimas. Comparado ao ano anterior, foram registrados 10 ocorrências de homicídios dolosos, contendo 11 vítimas. A média é variante, mas as taxas ficam em torno de 7,15 ocorrências, sendo 7,34 vítimas de mortes para cada 100 mil habitantes.

Os indicadores de ocorrências de latrocínio também aumentaram. No mês passado, foram quatro boletins de ocorrência e cinco vítimas. No mesmo período de 2020, somente uma vítima foi registrada.

No geral, o trabalho da Polícia na Região da Baixada Santista e Vale do Ribeira, resultou em 871 prisões e apreensão de 64 armas de fogo ilegais, além de 158 flagrantes de entorpecentes.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol

Recuperado da covid-19, Carille comanda treino, mas não irá a campo neste sábado

Carille só poderá comandar o Santos no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela terceira rodada do Estadual

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software