Roubo em supermercado: Segurança confessa participação no crime

Três comparsas do segurança mantiveram funcionários reféns. A investida criminosa começou pouco depois das 6 horas.

Comentar
Compartilhar
05 JAN 201309h53

Assalto cometido em um supermercado da rede Extra, em Vicente de Carvalho, terminou com troca de tiros, um policial baleado e dois envolvidos no crime presos em flagrante. Um dos autuados é o segurança do estabelecimento Jonas Gomes dos Santos, de 21 anos, que confessou à polícia participação no delito. Ele afirmou que recebeu “uma proposta” para que facilitasse a ação dos assaltantes.

A investida criminosa começou pouco depois das 6 horas, quando os funcionários do supermercado, situado na Avenida Santos Dumont, 319, chegavam para trabalhar. O segurança estava na frente do estabelecimento, com funcionários que aguardavam a abertura das portas, quando chegaram Anthony Ferreira Bezerra, de 28 anos, e outros dois assaltantes, ainda não identificados.

Ao invadirem o estabelecimento, os ladrões ordenaram que os todos os funcionários se deitassem no chão. Eles se apoderaram de diversos pacotes de cigarros, dos telefones celulares das vítimas e perguntaram a elas sobre quando ocorreria a chegada da responsável pela tesouraria, onde fica o cofre.

Enquanto o trio agia no local, a Polícia Militar foi acionada por meio do centro de operações.

Ao chegarem ao estabelecimento, policiais da 2º Companhia do 21º BPM/I se depararam com um dos assaltantes com as mãos por dentro da blusa. Ao perceber a presença policial, o ladrão iniciou disparos, atingindo uma das pernas de um soldado. O sargento que acompanhava o soldado foi atingido por um estilhaço de projétil.

Os policiais solicitaram reforço e cercaram os fundos do estabelecimento. Os bandidos chegaram a tentar fugir pelos fundos, mas retornaram para a entrada, por onde dois deles conseguiram escapar.

O acusado Anthony permaneceu no local e se identificou aos policiais como funcionário do supermercado, apresentando inclusive um crachá com outro nome. Funcionários, porém, o desmentiram. Ele chegou a dizer que era cliente e iria comprar pão, mas acabou confessando seu envolvimento no assalto com detalhes ao ser interrogado no 2º Distrito Policial de Guarujá.

O flagrante foi registrado pelo delegado Josias Teixeira de Souza, que determinou a remoção de Anthony e Jonas para a cadeia anexa ao 1º DP da Cidade.

O principal objetivo dos criminosos era ter acesso ao dinheiro da tesouraria (Foto: Divulgação)