Receita e PF apreendem 111 kg de cocaína no Porto

Contêiner com a droga seguiria para o Líbano, com baldeação prevista para a Espanha

Comentar
Compartilhar
31 MAI 2016Por Da Reportagem23h24
Agentes realizaram a apreensão com auxílio de cães farejadores da Receita FederalAgentes realizaram a apreensão com auxílio de cães farejadores da Receita FederalFoto: Divulgação

Agentes da Alfândega da Receita Federal e da Polícia Federal (PF) ­apreenderam hoje (31) 111,5 quilos de cocaína em um contêiner no Porto de Santos. Ninguém foi preso e um inquérito da PF vai apurar quem são os responsáveis pela droga.

O destino do contêiner, que continha argamassas, impermeabilizantes e adesivos, era o Porto de Beirute, no ­Líbano, com baldeação prevista para o Porto de Valência, na Espanha.

Cães de faro da Receita auxiliaram os agentes a encontrarem a droga em 11 embalagens de adesivos.

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Receita, a suspeita começou “a partir do monitoramento de cargas de exportação, com a análise de imagens de escâner e aplicação de critérios objetivos de análise de ­risco”.

Recorde

No último dia 13, uma ação conjunta das mesmas instituições resultaram na apreensão de 630,7 quilos de cocaína, um recorde para o ano no Porto de Santos.  Na ação também não houve ­prisões.

O destino da carga de celulose despertou suspeitas durante a investigação: Porto de Antuérpia, na Bélgica, cais que já foi destino de outros ­carregamentos de cocaína interceptados.

A droga estava acondicionada em 24 bolsas que continham 601 tabletes da droga.