Preso maior devastador da Amazônia, diz Polícia Federal

Foragido da Justiça e com prisão preventiva decretada, Ezequiel Castanha deve em multas por crimes ambientais mais de R$ 30 milhões

Comentar
Compartilhar
23 FEV 201520h55

O empresário Ezequiel Castanha, apontado pela Polícia Federal como o maior devastador da Amazônia e considerado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) como “desmatador compulsivo” foi preso no sábado, em Novo Progresso, no oeste do Pará, por policiais federais e homens da Força Nacional de Segurança.

Foragido da Justiça desde agosto do ano passado e com prisão preventiva decretada, Castanha deve em multas por crimes ambientais mais de R$ 30 milhões.