Médica é vítima de sequestro-relâmpago no Gonzaga

Uma câmera de monitoramento captou as imagens do arrebatamento, na Praça Fernandes Pacheco; a vítima foi solta em Cubatão

Comentar
Compartilhar
27 MAR 2017Por Gilmar Alves Jr.18h15
O arrebatamento da vítima aconteceu às 14h15 de domingo (26)O arrebatamento da vítima aconteceu às 14h15 de domingo (26)Foto: Reprodução

Uma médica de 51 anos foi vítima de sequestro-relâmpago na tarde de domingo (26) ao ser rendida em seu carro na Praça Fernandes Pacheco, no Gonzaga, em Santos. Mediante constantes ameaças de morte para passar as senhas corretas de seus cartões bancários, ela foi levada até Cubatão por três homens e uma mulher, que fugiram ao perceberem uma ação da Polícia Militar para detê-los. A profissional de saúde não sofreu ferimentos.

O arrebatamento da vítima, às 14h15, foi captado por uma câmera de monitoramento. Nas imagens se verifica que o bando aproveitou o momento em que a médica aguardava, no veículo – um Mitsubishi ASX branco –, a mãe dela entrar em uma casa.

A vítima foi retirada da direção e colocada no banco traseiro, onde ficou entre dois criminosos. A assaltante foi para o banco dianteiro de passageiro, enquanto um quatro ladrão assumiu a direção e seguiu para a Rua Luis de Faria, até chegar à Avenida Ana Costa.

O criminoso que estava ao lado esquerdo da médica retirou sua aliança de ouro e vasculhou a bolsa, pegando cartões bancários, dinheiro e o celular dela. O bando seguiu com destino a Cubatão com a intenção de subtrair dinheiro da vítima em caixas eletrônicos de um supermercado.

No Viaduto 31 de Março, sobre a Via Anchieta, os criminosos perceberam a ação da Polícia Militar e desceram em alta velocidade para consumarem a fuga. Na ponte que divide os bolsões 7 e 8, os ladrões abriram as portas um seguiu para o 7, enquanto outros três seguiram para o 8.

Investigação

A Polícia Militar apurou a identidade de dois dos criminosos, moradores da Ilha Caraguatá, e repassou à Polícia Civil, que investiga o paradeiro do bando.