Homem que matou o pai por causa de louça na pia é condenado em Cubatão

O filho tentou fugir, mas foi contido por vizinhos e, ao confessar o assassinato, disse que teria agido em legítima defesa

Comentar
Compartilhar
18 OUT 2020Por Da Reportagem11h17
Vizinhos em volta da casa (2019) onde pai foi morto pelo filho por causa da louça na pia.Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um homem de 30 anos foi condenado a 14 anos, quatro meses e 23 dias de prisão após confessar que matou o pai, de 59 anos, após se recusar a lavar a louça. O crime ocorreu no dia 8 de janeiro de 2019 no bairro Ilha Caraguatá, em Cubatão. O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Segundo a polícia os dois haviam se desentendido após o criminoso se negar a lavar a louça que estava na pia. Houve uma discussão e o pedreiro desferiu três golpes de faca em seu pai: tórax, costas e abdômen. Os netos ouviram os gritos de socorro do avô e correram para ajudá-lo, encontrando-o no chão com a faca ao seu lado. Ele chegou a ser levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Casqueiro, mas não resistiu.

O filho tentou fugir, mas foi contido por vizinhos e, ao confessar o assassinato, disse que teria agido em legítima defesa, o que não convenceu a justiça, já que não haviam nele marcas ou sinais de luta corporal ou ferimentos.

O juiz sentenciou a pena, então, em regime fechado. O condenado ainda pode recorrer da decisão ao Tribunal de Justiça de São Paulo.