Governador Alckmin dá posse a 134 delegados de polícia

Outros 184 delegados, selecionados no mesmo concurso, se formarão em breve.

Comentar
Compartilhar
12 DEZ 201220h53

O governador Geraldo Alckmin deu posse na manhã desta quarta-feira, 12, a 134 delegados. Outros 184 delegados, selecionados no mesmo concurso, já terminaram o curso de formação da Academia de Polícia Civil (Acadepol), estão em estágio e se formarão em breve. No total, a Polícia Civil de todas as regiões do Estado de São Paulo será reforçada por 318 novos delegados.

Os 106 homens e 28 mulheres empossados irão passar pelo curso de formação da Acadepol, com duração de três meses, e, depois, por estágio de um mês nas delegacias de polícia. Ao término das aulas, serão formados e distribuídos para unidades de todo o Estado. Eles ainda serão avaliados semestralmente, durante três anos, por seus superiores.

"Cada um de vocês vai fazer a diferença e quem vai ganhar é a população de São Paulo. Deem exemplos de retidão, de dedicação, de eficiência, pois vocês são agentes da lei", ressaltou Alckmin.

O concurso prestado pelos candidatos a delegado de polícia de 3ª classe foi aberto em 10 de junho do ano passado e previa o preenchimento de 140 vagas. Devido ao nível positivo dos concorrentes, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) solicitou o acréscimo de mais 60 vagas. A ampliação foi autorizada pelo governador no dia 12 de junho de 2012.

O concurso e as aulas

O processo seletivo para o preenchimento das 318 vagas foi concorrido, teve 22.624 inscritos. Os candidatos precisavam se encaixar em alguns requisitos para prestá-lo, entre eles, ser brasileiro, não possuir antecedentes criminais, ser bacharel em Direito e ter boa conduta na vida pública e privada.

No curso de formação técnico-profissional de delegado de polícia da Acadepol, os alunos passarão por 556 horas/aula de armamento e tiro; conduta policial; criminalística; criminologia; defesa pessoal; direito administrativo disciplinar; direitos humanos; informática, inteligência e investigação policial; medicina legal; polícia comunitária; entre outras. Enfrentarão ainda 60 horas/aula de estágio, totalizando 716 horas/aula de curso.


Valorização

Em abril deste ano, foi aprovada pela Assembleia Legislativa a emenda constitucional 35, que transformou em jurídica a carreira de delegado de polícia.

Em outubro do ano passado, as polícias passaram por uma reestruturação. Na Polícia Civil, a 4ª classe foi extinta, houve a criação de 20 vagas para delegado de classe especial, promoção automática - os policiais serão promovidos à 2ª classe ao completarem 15 anos de serviço, e à 1ª classe, quando tiverem 25 anos de carreira.

Também poderão ser promovidos antes, por mérito. Além da extensão da Gratificação de Acúmulo de Titularidade (GAT) aos delegados que comandam mais de uma delegacia, não só no interior, mas também na capital e Grande São Paulo.

Um aumento salarial também foi concedido pelo Governo do Estado. O reajuste foi de 27,7% no salário base dos policiais civis, militares e científicos. O acréscimo proporcionado aos policiais foi incorporado em duas etapas, 15% em julho de 2011 e 12,7% em agosto deste ano.

Os novos policiais iniciam a carreira como delegados de 3ª classe, recebendo R$ 7.521,92 nas cidades com mais de 500 mil habitantes e R$ 7.206, 92 nos municípios com população menor.

Mais policiais

Em outubro deste ano, 288 agentes de telecomunicação tomaram posse. Em maio, a Polícia Civil foi reforçada por 568 investigadores e 245 escrivães.

Estão em andamento concursos públicos para desenhista (sete vagas), médico legista (44), perito criminal (103), investigador (433), escrivão (244) e agente policial (391).

Também já foram autorizados pelo governador processos seletivos para atendente de necrotério, papiloscopista, auxiliar de papiloscopista e de necropsia. Alckmin anunciou ainda a seleção de mais médicos legistas.