Com 'fake', homem se passa por delegado e compra iPhone e moto em golpe de R$ 50 mil

Vítima depositou a quantia ao suspeito entre várias transferências bancárias e até mesmo entrega de dinheiro vivo

Comentar
Compartilhar
14 JAN 2021Por Da Reportagem13h00
Com a ajuda de policiais de Itanhaém, vítima conseguiu levar suspeito a ser detidoFoto: Divulgação / Polícia Civil

Policiais do 1º Distrito Policial de Itanhaém prenderam na tarde desta quarta-feira (13), um homem de 21 anos pela prática do crime de extorsão. Ele criou um perfil falso nas redes sociais e se passava por um delegado de polícia para extorquir outras pessoas.

A vítima, uma comerciante de 21 anos, noticiou aos investigadores que, durante o mês de dezembro entregou ao acusado, pessoa que havia conhecido em redes sociais, aproximadamente R$ 50 mil reais, entre dinheiro e transferências bancárias.

O homem criou um perfil falso em aplicativo de mensagem para extorquir a vítima, se passando por delegado do município. Ele ameaçava a jovem dizendo que, com sua influência, envolveria tanto o suspeito quanto a vítima em crimes de homicídio, caso ela não pagasse a quantia exigida.

Marcado o encontro com o suspeito, no centro da cidade, a vítima teve o acompanhamento velado dos policiais do 1º DP. Quando chegou ao local combinado para receber mais dinheiro, o homem foi indagado pelos investigadores e confessou que havia inventado toda a situação para extorquir dinheiro da vítima, aproveitando-se de sua boa fé.

Ele informou ainda que, com o dinheiro recebido indevidamente da vítima, adquiriu uma moto Honda Hornet 600 cc,  um telefone celular iPhone, e gasto boa parte do dinheiro em viagens, bebidas, baladas e roupas para serem vendidas na sua loja.