Logística terá R$ 10,5 bilhões

Do montante anunciado pelo BNDES, somente R$ 2,4 bilhões serão destinados para portos este ano. Crédito pode ser usado em projetos de eficiência energética e investimento para empresas

Comentar
Compartilhar
21 JAN 201411h43

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) prevê que irá liberar financiamentos num total de R$ 10,5 bilhões para o setor de logística no Brasil ao longo deste ano. Os recursos estão previstos nas linhas de financiamento da instituição para os modais ferroviário, rodoviário e investimentos em infraestrutura no setor de transportes.

Além disso, o crédito também pode contemplar projetos de eficiência energética, aquisição, importação e leasing de bens de capital e planos de investimentos para micro, pequenas e médias empresas. O apoio às concessionárias que venceram leilões realizados pelo Governo Federal também está contemplado.

Do montante, R$ 2,4 bilhões irão para portos, R$ 2,6 bilhões para aeroportos, R$ 1,7 bilhão para ferrovias e R$ 3,8 bilhões para rodovias. Nos dois últimos anos, a instituição desembolsou R$ 21,6 bilhões para investimentos no setor. O setor privado levou a maior parte da verba: aproximadamente R$ 20 bilhões.

Conforme o BNDES, portos receberam R$ 4,8 bilhões. Desse total, uma parcela de 87% foi para empresas privadas, sendo que em 18% desses casos foi para concessões. Outros 13% foram solicitados pelo setor público.  Para aeroportos, o financiamento somou R$ 6,1 bilhões e, para ferrovias, R$ 5,9 bilhões. Nas duas situações todo o valor foi para o setor privado e, quase a totalidade, para concessionárias. Já projetos para rodovias receberam R$ 4,8 bilhões, sendo 19% para o setor público e 81% para o setor privado. No último caso, todo o valor foi para concessões, 30% delas federais. 

Do montante, R$ 2,4 bilhões irão para portos, R$ 2,6 bilhões para aeroportos, R$ 1,7 bilhão para ferrovias e R$ 3,8 bilhões para rodovias (Foto: Divulgação)