X

Guarujá

Prefeito de Guarujá e mais 11 têm R$ 19 milhões bloqueados pela justiça

Decisão foi dada com base em uma ação civil pública por improbidade administrativa motivada pelo Ministério Público Federal contra Suman

Da Reportagem

Publicado em 15/05/2024 às 21:42

Atualizado em 15/05/2024 às 21:54

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Válter Suman comenta a sua gestão nos 89 anos de emancipação da cidade / Reprodução/PMG

Foi determinado, pelo juiz Alexandre Berzosa Saliba, da 1º Vara Federal de Santos, o bloqueio de até R$ 19.296.913,81, em bens do prefeito de Guarujá Valter Suman (PSDB) e de mais onze acusados de improbidade administrativa na esteira da Operação Nacar-19, a qual investiga supostas  fraudes, corrupção e lavagem de dinheiro na Prefeitura.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

A decisão foi dada com base em uma ação civil pública por improbidade administrativa motivada pelo Ministério Público Federal contra Suman e outros onze investigados. A procuradoria solicitou o afastamento cautelar do prefeito, porém a Justiça não aprovou.

Com mais de 300 páginas, a ação foi impetrada na esteira da Operação Nacar-19, que mirou em supostas fraudes na contratação, pelo município, de organizações sociais e empresas para atuarem na área de saúde, inclusive usufruindo de verbas federais de combate à pandemia.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Confira o resultado do Timemania no concurso 2094, neste sábado (18)

O prêmio é de R$ 2.200.000,00

Cotidiano

Confira o resultado da Quina no concurso 6444, neste sábado (18)

O prêmio é de R$ 20.500.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter