Seleção Brasileira inicia nova Era Felipão contra a Inglaterra

O amistoso contra a Inglaterra será o primeiro do técnico no comando do time canarinho desde seu retorno.

Comentar
Compartilhar
06 FEV 201314h21

A Seleção Brasileira iniciará uma nova era às 17h30 (de Brasília) desta quarta-feira. O amistoso contra a Inglaterra, no Estádio de Wembley, será o primeiro do técnico Luiz Felipe Scolari no comando do time canarinho desde o seu retorno. Caberá ao treinador campeão mundial de 2002 repetir aquele feito em 2014, desta vez ao lado de Carlos Alberto Parreira, treinador vitorioso no Mundial de 1994 e agora coordenador da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Sucessor de Mano Menezes, Felipão tem uma vitória marcante sobre a Inglaterra no currículo. A virada por 2 a 1 nas quartas de final da Copa de 2002 teve Ronaldinho Gaúcho como destaque, o mesmo jogador encarregado de liderar o time na nova passagem de Scolari.

Atualmente, contudo, brasileiros e ingleses atravessam momentos contrastantes. O Brasil ainda nem sequer conseguiu montar um time confiável para a disputa da Copa das Confederações de junho, o que faz seus torcedores temerem um fracasso no Mundial em casa, no próximo ano. Já os ingleses parecem mais estáveis, apesar da segunda colocação do grupo H das Eliminatórias para a Copa, atrás de Montenegro. No ranking da Fifa, os britânicos figuram em sexto lugar, enquanto a Seleção nacional ostenta uma vexatória 18ª posição.

“Vamos trabalhar desde já para o resgate do carinho do torcedor. Acredito que temos condições de fazer um bom trabalho. Chegaremos confiantes e competitivos nas competições que teremos pela frente”, prometeu Felipão, embora a sua comissão tema reações adversas a eventuais tropeços. “Não seria inteligente cobrar resultados agora. Estamos mais preocupados com o desempenho da equipe”, priorizou Parreira.

Luiz Felipe Scolari pediu calma no início de seu segundo trabalho à frente da Seleção Brasileira de futebol (Foto: Mowa Press)

Para ter um bom desempenho já no primeiro amistoso, Felipão mexeu na escalação da Seleção Brasileira. A começar pelo gol, onde o veterano Júlio César voltou a ganhar uma oportunidade. Ele não defende o Brasil desde a fatídica derrota por 2 a 1 para a Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Assim como Ronaldinho Gaúcho, o goleiro será incumbido de da experiência ao grupo.

“Tenho uma história na Seleção Brasileira que não gostaria que terminasse com a eliminação para a Holanda. Quero encerrar o meu ciclo com essa camisa de uma boa maneira. Por isso, pretendo aproveitar as oportunidades que surgirem”, disse Júlio César.

Também novidade nesta convocação, o zagueiro Dante começará jogando ao lado de David Luiz, com quem dupla defensiva no único treinamento da equipe antes do confronto, nesta terça-feira. Dúvida para o confronto por conta de dores na panturrilha, o jogador do Chelsea se movimentou com naturalidade, e Leandro Castán e Miranda deverão ficar como opções no banco de reservas.

Pelo lado da Inglaterra, o técnico Roy Hodgson considera que um jogo contra a Seleção Brasileira servirá como termômetro para analisar o seu trabalho. “Queremos a classificação para uma Copa do Mundo que será disputada no Brasil. Nada melhor do que ter pela frente um teste contra a equipe anfitriã. A Seleção Brasileira tem sempre um time forte, jogadores de grande qualidade técnica, que exigirão muito de nós. São contra rivais de grande porte que podemos tirar as melhores conclusões sobre nossas virtudes e nossas deficiências”, discursou.

Hodgson teve muitos problemas para escalar a Inglaterra para o amistoso. O volante Michael Carrick, o atacante Jermain Defoe e o centroavante Daniel Sturridge, lesionados, não entrarão em campo. Mesmo assim, o treinador manterá a base o time que disputa as Eliminatórias. Os destaques da equipe são os experientes meias Steven Gerrard, do Liverpool, e Frank Lampard, do Chelsea, além do atacante Wayne Rooney, do Manchester United.

Ficha técnica

Inglaterra x Brasil

Local: Estádio de Wembley, em Londres (Inglaterra)
Data: 6 de fevereiro de 2013, quarta-feira
Horário: 17h30 (de Brasília)
Arbitragem: não divulgada pela organização

Inglaterra: Joe Hart; Glen Johnson, Phil Jagielka, Joleon Lescott e Ashley Cole; James Milner, Steven Gerrard, Frank Lampard e Tom Cleverley; Danny Welbeck e Wayne Rooney
Técnico: Roy Hodgson

Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Dante, David Luiz e Adriano; Paulinho, Ramires, Oscar e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Luis Fabiano
Técnico: Luiz Felipe Scolari