Santos promete encarar líder Timão de igual para igual em Itaquera

O Peixe tem 30 pontos e é seguido de perto pelo São Paulo, que chegou aos 29 com a vitória em cima do Linense neste domingo

Comentar
Compartilhar
30 MAR 201514h12

O Santos marcou apenas um ponto nos últimos dois jogos e viu o Corinthians, agora único invicto do Campeonato Paulista, assumir a liderança geral na tabela de classificação, com 35 pontos. O Peixe tem 30 e é seguido de perto pelo São Paulo, que chegou aos 29 com a vitória em cima do Linense neste domingo.

Para terminar a primeira fase na ponta e com a vantagem de decidir até o fim como mandante, o Peixe precisa vencer o Timão no próximo domingo, em Itaquera, vencer o Rio Claro, na Vila Belmiro, na última rodada, além de torcer para o arquirrival tropeçar diante do XV de Piracicaba, fora de casa.

Diante de uma meta improvável, o técnico Marcelo Fernandes já tenta não lamentar a perda definitiva da liderança.

“Não mudou o clima, sempre falo que trabalhamos com o projeto de ficar em primeiro ou segundo lugar. Porque você pode jogar em casa, com o apoio do torcedor, até a semifinal, com certeza. E ainda pode fazer uma final em estádio neutro, porque o mando é da Federação e clássico podem ser dois jogos no mesmo estádio”, argumentou o comandante.

Principal homem da armação santista, Lucas Lima estava pendurado, mas não levou cartão e joga contra o Corinthians (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

Ao ser questionado sobre a dificuldade de enfrentar o time de Tite, atualmente considerado por muitos a equipe a ser batida no país, Marcelo Fernandes não se mostrou intimidado.
“É um clássico, hoje o Corinthians está com um volume de jogo muito bom, mas o Santos é uma grande equipe, vai chegar lá e exercer um grande futebol. Com certeza é um jogo que todo mundo quer jogar”, afirmou.

Para o confronto em Itaquera, a boa notícia para os santistas é que Robinho estará à disposição após desfalcar o clube nas duas últimas rodadas. Cicinho e Valencia voltam de suspensão e Chiquinho e Caju têm grandes chances de serem reintegrados após liberação do Departamento Médico. O zagueiro Gustavo Henrique, que estava com a seleção olímpica do Brasil, também retorna.

Com os ‘reforços’ e as más atuações nas duas últimas apresentações, Marcelo Fernandes não nega que pode mexer na estrutura do time ou simplesmente na formação tática.

“A gente vai pensar isso ai durante a semana. Vamos estudar o Corinthians, como estudamos todos os adversários. Vamos lá, vai ser um clássico memorável, nada mais importante que fazer um grande jogo na Arena. Vai ter um jogo difícil, mas a equipe do Santos vai encarar o Corinthians da melhor forma possível, lá dentro”, avisou.