Santistas enaltecem jogo em equipe e Oswaldo elogia Damião

A goleada, desta vez em cima da Ponte Preta por 4 a 0, garantiu o time na semifinal do Campeonato Paulista

Comentar
Compartilhar
26 MAR 201423h09

Após mais uma goleada, desta vez em cima da Ponte Preta por 4 a 0, em partida que garantiu o time na semifinal do Campeonato Paulista, os jogadores do Peixe deixaram a Vila Belmiro na noite desta quarta-feira muito satisfeitos.

“O time não é um jogador só, é um conjunto, a equipe toda está de parabéns, a pegada é essa, temos que focar bastante porque ainda não acabou, não”, lembrou Cícero.

“Nossa equipe hoje fez uma partida muito boa, criamos bastante, demos pouquíssimas chances, estamos no caminho certo e é manter essa pegada”, comentou o goleiro Aranha.

Leandro Damião, contratado para ser o artilheiro santista, não marcou o seu, mas foi importante no jogo e deixou o campo com câimbras.

Oswaldo de Oliveira elogiou a participação de Leandro Damião no jogo contra a Ponte Preta (Foto: Divulgação/Santos FC)

“Agora é ficar ligado no próximo adversário. Estamos ganhando com muitos gols, mas não vamos menosprezar ninguém. Vamos jogar da mesma forma, para cima na semifinal”, disse o camisa 9, antes de comentar sua assistência de bicicleta para o gol de Geuvânio. “A gente já está entrosado, o Geuvânio é rápido, está sempre ligado na jogada. Ele faz isso no treino e na jogada hoje soube driblar o zagueiro e fazer o gol”, explicou.

“O Damião é um exímio ciclista. A gente já viu ele fazendo gol assim no Internacional, ele gosta de lambreta também (aplicou o drible em partida da seleção brasileira contra a Argentina), ele gosta de duas rodas”, brincou o técnico Oswaldo de Oliveira, ao falar do atacante durante a coletiva de imprensa, logo após a partida.

“Eu acho que ele (Damião) tem sido muito melhor do que no Internacional. É um jogador solidário, faz a leitura perfeita do que eu passo a ele no aspecto tático, ele tem uma visão muito grande da equipe. E é claro que não saiu satisfeito porque a gente sabe que para um camisa 9, em um jogo de quatro gols, ele não ter feito, ele fica chateado. Mas eu avisei que ia ficar de olho nele por causa da câimbra. Eu não vou correr risco, em um jogo ganho, de perder um jogador como ele para a semifinal”, contou Oswaldo de Oliveira.

O jovem Diego Cardoso também foi assunto após a goleada santista na Vila Belmiro. Ao entrar justamente na vaga do ex-atacante da seleção brasileira, o garoto deixou o seu e decretou a goleada santista diante da Ponte.

“O gol ajudou a equipe, fiquei feliz de entrar”, comentou Diego Cardoso, campeão e artilheiro da Copa São Paulo deste ano, e que nesta quarta-feira também recebeu elogios do técnico.

“O Diego, eu sempre digo o seguinte, desses meninos todos, alguns tem demonstrado uma característica muito importante para que a gente use nos jogos. Que é a personalidade. Ele é um cara muito sereno, ele tem certeza do que é capaz e é por isso que eu o uso com tranquilidade”.