X
Esportes

Palmeiras reconhece carência na zaga, mas enfrenta dificuldades no mercado

Na final do Paulista contra o Corinthians, e no jogo seguinte, no empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, Antônio Carlos foi o responsável pelos erros que resultaram em gols dos adversários

O argumento dado pelo comando do time é que não adianta a equipe ir ao mercado para contratar algum atleta que tenha o mesmo nível das atuais opções de Roger Machado / Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Depois de três jogos consecutivos sofrendo com falhas defensivas, o Palmeiras admite que há uma carência entre os zagueiros. Apesar disso, a diretoria encontra dificuldades para encontrar um nome disponível que chegaria para resolver esse problema.

Na final do Paulista contra o Corinthians, e no jogo seguinte, no empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, Antônio Carlos foi o responsável pelos erros que resultaram em gols dos adversários. Contra o Botafogo, em novo empate por 1 a 1, na última segunda-feira (16), ao menos três atletas do sistema defensivo podem receber a culpa.

O argumento dado pelo comando do time é que não adianta a equipe ir ao mercado para contratar algum atleta que tenha o mesmo nível das atuais opções de Roger Machado: Thiago Martins e Antônio Carlos são os titulares, com Edu Dracena, Luan e Juninho entre as opções no banco.

"Se for contratar, precisa ser um zagueiro que chega e vista a camisa de titular" é a frase repetida à exaustão por quem traça o planejamento do elenco.

O discurso é bem parecido com o do início do ano, quando Yerri Mina foi negociado. Na ocasião, a diretoria afirmava que contrataria uma reposição para o colombiano apenas se achasse uma excelente oferta. Na época, a comissão também fazia apostas no crescimento de Pedrão, que veio da base, e Emerson Santos, contratado do Botafogo. Nenhum deles conseguiu oportunidades até agora.

O zagueiro Gustavo Gómez, do Milan, foi oferecido, mas os números apresentados ficaram bem longe do que o Palmeiras considerava ideal para a sua contratação. Sem poder contar com doações da Crefisa após a mudança de contrato com a patrocinadora, o time também sofre com limitações financeiras para viabilizar a chegada de um grande nome.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Itanhaém: presidente da Associação Comercial anuncia novas metas

Allan Petterson, que foi eleito no início deste mês, fala sobre os seus novos planos e metas para incentivar o desenvolvimento do comércio local

Brasil

Caixa leiloa imóveis com até 60% de desconto em SP

Há ofertas em diversas cidades do estado de São Paulo; lances partem de R$ 60 mil no primeiro leilão

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software