Nos 54 anos de Senna, irmã inaugura mostra com carro da 1ª vitória

O visitante poderá ver os três troféus de campeão mundial conquistados pelo brasileiro (1988, 1990 e 1991), além de alguns capacetes e prêmios por vitórias na Fórmula 1

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201415h44

O brasileiro Ayrton Senna faleceu em 1994, mas seu aniversário ainda é motivo de celebração. Na manhã desta sexta-feira, dia em que o tricampeão completaria 54 anos, Viviane Senna inaugurou uma exposição com itens que pertenceram ao irmão, entre eles o carro da primeira das 41 vitórias conquistadas na Fórmula 1.

Promovida pelo Shopping Villa-Lobos, localizado na Zona Oeste da capital paulista, a exposição “Ayrton Senna Sempre 20 anos” é gratuita. Assim que Viviane desfez o laço dourado que delimitava o espaço, a Lotus com a qual o piloto venceu o Grande Prêmio de Portugal-1985 foi exibida ao som do Tema da Vitória, emocionando alguns dos presentes.

“O Ayrton faria aniversário hoje, e escolhemos esse dia para inaugurar a mostra. Todos os itens expostos trazem à nossa memória as coisas mais importantes que ele deixou: os valores por trás das vitórias, como garra, determinação, coragem e disciplina”, disse Viviane.

O visitante poderá ver os três troféus de campeão mundial conquistados pelo brasileiro (1988, 1990 e 1991), além de alguns capacetes e prêmios por vitórias na Fórmula 1. O destaque, no entanto, é realmente o icônico carro preto com inscrições em dourado da Lotus.

O brasileiro Ayrton Senna faleceu em 1994, mas seu aniversário ainda é motivo de celebração (Foto: Divulgação)

“A primeira vitória do Ayrton na Fórmula 1 é inesquecível e esse carro foi exposto pouquíssimas vezes. Ver uma peça tão importante na história será um privilégio para os visitantes dessa exposição. É um dos itens que nos levam a sentir a emoção que ele nos proporcionava nas manhãs de domingo”, disse Viviane.

O ano de 2014 é especial para os fãs e familiares de Ayrton Senna, já que sua morte completa 20 anos. Tricampeão mundial, o piloto brasileiro, então representante da tradicional equipe Williams, sofreu um acidente fatal no Grande Prêmio de San Marino-1994, realizado no dia 1º de maio.

O aniversário de 20 anos do “legado de Ayrton Senna”, como Viviane prefere dizer, será marcado por uma série de ações dentro e fora do Brasil. Homenageado recentemente na Austrália, o ídolo ganhará tributos em Ímola, sede do Grande Prêmio de San Marino-1994, e Mônaco, onde ganhou seis corridas pela Fórmula 1.

A pedido do piloto, a família fundou o Instituto Ayrton Senna, que também completa 20 anos em 2014. Dedicada a pesquisar e produzir conhecimentos para melhorar a qualidade da educação no Brasil, a organização sem fins lucrativos, presidida por Viviane, capacita anualmente 75 mil educares, beneficiando 2 milhões de alunos em 1,3 mil municípios de diferentes regiões do País.