Freddy Rincón entra novamente na lista de procurados pela Interpol

O ex-jogador já havia sido preso no Brasil em 2007, mas conseguiu um habeas-corpus para aguardar o processo em liberdade

Comentar
Compartilhar
29 ABR 201519h16

O ex-jogador Freddy Rincón, que fez história com a camisa do Corinthians, voltou a ser procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol). O colombiano é acusado de lavagem de dinheiro e conspiração com o narcotráfico no Panamá.

Rincón já havia sido preso no Brasil em 2007, mas conseguiu um habeas-corpus para aguardar o processo em liberdade. Segundo a emissora Red Más Notícias, o ex-atleta estaria vinculado ao cartel do traficante Pablo Rayo Montaño. Procurado pela emissora, o colombiano afirmou que em 2013 o caso “estava em vias de ser arquivado”.

A Interpol teria colocado Rincón entre as 96 pessoas envolvidas no caso, das quais 20 foram absolvidas pela justiça panamenha em 2011. O restante, assim como o ex-jogador, aguardava um julgamento. O caso veio a público em maio de 2006, assim que Montaño foi apreendido no Brasil. A princípio, o colombiano negou qualquer ligação o narcotraficante, mas depois admitiu conhece-lo desde a infância.