Fagner e Rodriguinho evitam pensar em Seleção antes do clássico

Poucos dias antes, porém, evitam falar no assunto, preocupados com o desempenho no clássico contra o Santos, no sábado, às 19h

Comentar
Compartilhar
01 JUN 2017Por Gazeta Press15h00
Dupla se apresenta ao técnico Tite depois de encarar o PeixeDupla se apresenta ao técnico Tite depois de encarar o PeixeFoto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O lateral direito Fagner e o meia Rodriguinho têm compromisso marcado com o técnico Tite a partir do domingo, data marcada para a apresentação da Seleção Brasileira que disputará os amistosos contra a Argentina, no dia 9 de junho, e a Austrália, no dia 13. Poucos dias antes, porém, evitam falar no assunto, preocupados com o desempenho no clássico contra o Santos, no sábado, às 19h (de Brasília), no estádio de Itaquera.

“Não coloca pressão nele agora porque tem jogo sábado”, brincou o defensor, pedindo para que não perguntassem ao armador como seria o “trote” na primeira convocação “oficial” dele. Antes, Rodriguinho esteve na lista do Jogo da Amizade, duelo entre Brasil e Colômbia, no dia 25 de janeiro, mas apenas atletas que atuavam em território nacional podiam entrar naquela relação.

“A gente não sabe o que vem, né. Eu sou um cara tranquilo, né, a gente tenta levar numa boa, na brincadeira, vai ser até legal passar por isso, história para contar para o resto da vida”, minimizou o armador, que assegurou estar totalmente focado no embate contra o time da Baixada.

“O nosso desempenho realmente tem sido muito bom, quando a gente não ganha também não perde. Então esperamos manter esse momento pelos próximos jogos também”, comentou o artilheiro da equipe no ano, com nove gols, ao lado do centroavante Jô.

Fagner, com um perfil menos carismático e mais sério, ao menos nas aparências, do que o companheiro, explicou que não pode ficar imaginando como será a possível titularidade na Seleção. Ciente da ausência de Daniel Alves, ele quer deixar para imaginar isso no hiato entre o clássico e o embate frente aos argentinos.

“Eu estou pensando no jogo do Santos, até porque, se eu começar a pensar na próxima semana, o jogo de sábado não vai ser do jeito que eu espero. Tem que sempre se manter focado na próxima partida. Isso faz com que você renda bem durante a semana para você se apresentar com o dever cumprido”, concluiu.