Fã dos bares santistas, Oswaldo espera reviver “iê iê iê” na Vila

O técnico do Palmeiras se diz profundamente conhecedor dos bares da cidade litorânea e pretende passar por algum deles após fazer a festa do título na Vila Belmiro

Comentar
Compartilhar
02 MAI 201513h54

Oswaldo de Oliveira nunca escondeu a saudade que sente de Santos, sem mudar seu discurso mesmo às vésperas de enfrentar seu ex-clube na final do Campeonato Paulista. O técnico do Palmeiras se diz profundamente conhecedor dos bares da cidade litorânea e pretende passar por algum deles após fazer a festa do título na Vila Belmiro.

“Se isso acontecer, vou reviver os Reis do iê ie iê”, projetou o treinador, citando filme que ressaltou a idolatria mundial aos Beatles, em 1964. Oswaldo já tinha lembrado a obra como comparação aos histéricos pedidos pela entrada do jovem atacante Gabriel Jesus.

“Vi outro dia uma caricatura com os Beatles tocando, mas os quatro com a minha cara. Dei muita risada, achei muito legal. Maldita hora que fui falar naquilo. Mas não tem nada, vai passar”, gargalhou o técnico, com a tranquilidade que lhe é peculiar.

Independentemente da decisão, voltar a Santos é uma alegria para Oswaldo. O treinador só tem como má lembrança da cidade a sua demissão, em setembro, decidida por uma diretoria que o desagradou até ao aceitar os dois jogos da final do Campeonato Paulista do ano passado no Pacaembu, onde o Ituano acabou campeão nos pênaltis.

“A não ser a antiga diretoria, nada que vem de Santos é negativo ou ruim para mim. Santos só me traz lembranças excelentes, dentro e fora de campo. Principalmente nos arredores da cidade. Não sei onde fica igreja, mas conheço todos os bares”, sorriu, otimista.

“Queria muito que pelo menos um dos jogos daquela final fosse jogado na Vila Belmiro. Tentei muito convencer a diretoria a levar uma partida para Santos, o que era importante. Não levaram e o domínio que tivemos no campeonato, pela diferença de pontos e gols marcados, foi por terra simplesmente por esse fato. Certamente um jogo na Vila faz muita diferença. Mas estamos muito otimistas com a nossa evolução”, avisou.

Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no Palestra Itália, Oswaldo será campeão paulista caso não seja derrotado neste domingo na Vila Belmiro. Assim, terá liberdade para se encaminhar a um de seus bares favoritos e tomar o chope da vitória que lhe escapou vestindo alvinegro no ano passado.