Corinthians acerta acordo com banco para patrocinar camisa

A instituição financeira desembolsará R$ 30 milhões por temporada, em um acordo de dois anos

Comentar
Compartilhar
17 JAN 2019Por Folhapress13h03
A instituição financeira desembolsará R$ 30 milhões por temporada, em um acordo de dois anosA instituição financeira desembolsará R$ 30 milhões por temporada, em um acordo de dois anosFoto: Reprodução/Twitter Corinthians

O Corinthians fechou com o banco BMG um contrato para o patrocínio master da camisa da equipe. A informação foi antecipada pelo O Globo, na quarta-feira (16), e confirmada nesta quinta (17).

A instituição financeira desembolsará R$ 30 milhões por temporada, em um acordo de dois anos.

A equipe do Parque São Jorge completou em janeiro 21 meses sem uma marca fixa no principal espaço publicitário de seu uniforme.

O último patrocinador master havia sido a Caixa Econômica Federal, que a partir deste ano deixará de patrocinar clubes de futebol. O vínculo entre Corinthians e o banco estatal durou até abril de 2017.

Antes de anunciar oficialmente a parceria com o time corintiano, o BMG aproveitou os rumores da negociação para ganhar seguidores em seu Twitter. Na noite desta quarta, a instituição lançou um desafio em seu perfil na rede social.

Se alcançasse 21.813 seguidores, faria nesta quinta um anúncio "fielmente" às 12h30. Além da alusão ao apelido da torcida corintiana, o post foi encerrado com hashtag #VaiBGM, também uma referência a um grito dos corintianos.

Presidido por Marco Antonio Nunes, o BMG foi fundado em 1930 e já teve ampla atuação no futebol. Patrocinou equipes como Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo, São Paulo e Palmeiras. Também teve participação em direitos econômicos de jogadores, o que desde 2015 é vetado pela Fifa.

Além do banco, o Corinthians conta com mais quatro patrocinadores em seu uniforme: Universidade Brasil (ombro), Pro Evolution Soccer (barra da camisa), Minds (barra da manga) e Poty (calção).