X

Esportes

Colecionador quer presentear Museu com fotos e troféu autografado pelo Rei Pelé

Jorge Pereira Gomes, o Doutor Esperança, foi o grande criador da campanha 'Paz nos estádios'

Igor de Paiva

Publicado em 19/02/2024 às 07:30

Atualizado em 19/02/2024 às 10:42

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Jorge quer entregar seus itens do Rei do Futebol ao Museu Pelé / Divulgação

Com a vida dedicada ao colecionismo e com a ideia de levar um símbolo da proposta de paz aos estádio de futebol de todo o Brasil, Jorge Pereira Gomes só tem mais um pedido: Entregar seus itens do Rei Pelé ao Museu dedicado ao maior atleta do século XX, localizado no  Largo Marquês de Monte Alegre, no Valongo, em Santos. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Também conhecido como Doutor Esperança, Jorge foi o grande criador da campanha “Paz nos estádios”. Em busca de consolidar seu grande sonho, ele e sua família começaram a produzir uma flanela em sua própria residência.” Eu, minha esposa e os meus filhos fazíamos elas na sala e na cozinha da nossa casa. Eu batizei os itens do diploma da paz, onde os primeiros a receber foram os jogadores de futebol”,explica.  

A aceitação de jogadores consolidados na época, como o goleiro Marcos, ídolo do Palmeiras e campeão do mundo com a Seleção Brasileira, fez com Jorge, sua esposa e seus três filhos ficassem conhecidos como a ‘Família Paz’. 

O desenvolvimento do projeto fez com que o Doutor Paz tivesse um encontro emocionante com o rei do Futebol. Na ocasião, Pelé fez questão de agradecer o trabalho e o esforço de Jorge na causa e conduziu o encontro de um jeito único. “ Eu até me emociono quando eu lembro disso. Ele fez uma foto única, falando que eu era o artista e não ele. Ficou para sempre na minha memória’. 

Como forma de homenagear um de seus maiores ídolos, falecido em dezembro de 2022, Jorge decidiu entrar em contato com a organização do museu e entregar alguns itens. Além das fotos que marcaram o bate-papo tão esperado, ele irá doar um troféu feito em volta de um globo, que está autografado pelo próprio Rei Pelé,  e um relógio artesanal com a foto de Edson. “ Eu quero simbolizar a humildade do Rei Pelé em me receber e autografar o troféu que representa a paz no mundo e a luta por um mundo melhor. A doação é meu desejo de compartilhar esse gesto com todos aqueles que gostam e presenciaram o Rei”, finalizou.  

Ao todo, o Doutor Esperança quer doar cerca de 5 fotos inéditas, sendo três junto ao troféu e o relógio feito com suas próprias mãos. 

Procurada pela Reportagem do Diário do Litoral, a gestão do Museu Pelé afirmou que fará uma análise minuciosa sobre os itens e entrará em contato com Jorge Pereira.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

REGIÃO NORTE

Embarcação com vários corpos em decomposição é encontrado no Pará

A Polícia Federal já esta ciente do caso e as investigações já foram iniciadas

Mundo

Uma nova chance! Cientistas analisam métodos para trazer dodô de volta à vida

Ave se tornou um símbolo da extinção de animais no planeta Terra

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter