Após vitória, Medina celebra condições climáticas no Postinho

O resultado classificou o atual campeão do mundo diretamente para a terceira rodada do Pro Rio

Comentar
Compartilhar
12 MAI 201516h27

Nesta terça-feira, o atual campeão mundial Gabriel Medina começou com vitória a disputa do Rio Pro, etapa carioca da Liga Mundial de Surfe (WCT). As boas condições climáticas e do mar no Postinho da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, surpreenderam e foram motivo de comemoração, já que na segunda-feira as atividades foram canceladas devido à falta de ondas.

“Hoje pela manhã eu acordei achando que não ia competir. Mas levantei e vi pela janela que o tinha altas ondas. Legal que a competição começou hoje, o dia está lindo, o mar está bem legal. Foi um dos melhores mares que eu peguei aqui no Postinho, e estou super feliz em começar com uma vitória”, comemorou Medina em entrevista ao SporTV.

Medina está classificado para a terceira rodada do Pro Rio (Foto: Divulgação/Twitter)

O torcedor carioca marcou presença e prestigiou a competição que reuniu grandes nomes do surfe mundial. Medina agradeceu o apoio e mostrou confiança em competir dentro de casa. “Além da boa condição da sondas, o público compareceu. É muito bom tê-los aqui perto. É muito bom ouvi-los gritando seu nome, dando palavras de apoio, dando a certeza de que estamos em casa”, comentou.

Para alcançar aos 12,33 de nota na quarta bateria, o paulista teve de apostar em tubos ao invés de manobras. Segundo Medina, o surfista nunca sabe o que vai fazer antes de entrar no mar. “A gente nunca sabe o que vai afzer ali antes de entrar. Hoje o dia 3está melhor para tubos, e eu vi poucas pessoas fazendo manobras. Depende muito do dia e das ondas”, avaliou.

O resultado classificou o atual campeão do mundo diretamente para a terceira rodada do Pro Rio. Competindo em casa, Medina tem a chance de se recuperar das atuações ruins nas primeiras etapas do ano, na Austrália. Em Gold Coast, Bells Beach e Margareth Rivers, o brasileiro ficou em 13º, 5º e 25º lugar respectivamente.