Após eliminação, Aguirre diz que São Paulo já começa a mostrar identidade

O São Paulo foi eliminado após perder para o Corinthians por 5 a 4, nos pênaltis, após derrota no tempo normal por 1 a 0

Comentar
Compartilhar
29 MAR 2018Por Folhapress09h17
Contratado há menos de 20 dias, Aguirre comandou o São Paulo do banco de reservas pela quarta vez e soma duas vitórias e duas derrotasFoto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Após a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista nesta quarta-feira (28), o treinador uruguaio Diego Aguirre afirmou que seria difícil dormir à noite. O São Paulo foi eliminado após perder para o Corinthians por 5 a 4, nos pênaltis, após derrota no tempo normal por 1 a 0.

O gol corintiano que levou a decisão para os pênaltis foi marcado por Rodriguinho, aos 47 minutos do segundo tempo. Se a partida terminasse empatada, o clube tricolor avançaria para a final.

"Foi uma derrota dura, porque estivemos muito perto da classificação. Futebol tem dessas coisas, pode ser em uma bola, nos pênaltis... É uma tristeza mas estamos começando um trabalho e temos que tirar conclusões positivas disso", disse Aguirre logo após a partida.

"Eu não vi o lance [do gol], mas acontece. Nem sempre o maior cabeceia. É uma virtude do jogador deles.

Não posso falar que é imperdoável, todos cometemos erros, mas claro que perder assim é duro e vai ser difícil dormir. Mas temos que nos preparar para o que vem pela frente", acrescentou.

Contratado há menos de 20 dias, Aguirre comandou o São Paulo do banco de reservas pela quarta vez e soma duas vitórias e duas derrotas. Ele afirmou que o clube já começa a mostrar uma identidade.

"Tem muita coisa para fazer. Futebol é dinâmico, parece que tenho muito tempo aqui, mas não. O time começa a mostrar uma identidade, melhoramos defensivamente. Temos que trabalhar, aceitar a derrota e sermos fortes para jogar o que temos pela frente, aprender com a derrota e trabalhar", afirmou.

Raí, diretor executivo do São Paulo, também disse que vê a equipe com uma postura mais aguerrida desde a chegada do uruguaio.

"Claro que é uma noite triste para a gente, da maneira como foi. São Paulo guerreou, foi valente, vem construindo uma identidade. E vendeu caro essa derrota, o que mostra uma reação do time em vários sentidos e que nos deixa otimistas para termos uma temporada muito diferente das anteriores", disse o ex-jogador.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira (4), quando enfrentará o Atlético-PR, às 21h45, na Arena da Baixada, pela quarta fase da Copa do Brasil.