Após dois anos, Axel retorna ao comando do Jabaquara

Ex-volante acerta com Leão da Caneleira após passagem na seleção brasileira sub-15

Comentar
Compartilhar
18 MAR 201519h20

O ex-volante Axel não ficou muito tempo sem trabalho. Após ser demitido do posto de auxiliar da seleção brasileira sub-15, no último mês, o treinador acertou o retorno ao Jabaquara, clube que trabalhou em 2013.

O acordo foi confirmado pelo vice-presidente de futebol do Leão da Caneleira, Gilson Pereira. “Ele fechou para a temporada. Ele veio ao clube, conheceu a nova estrutura. Deve ser apresentado na sexta-feira. Foi uma contratação aprovada pela nossa parceira, a Soleil Sports, além de ser um técnico que nós já conhecemos”.

Treinando a equipe sub-20, Axel chegou ao vice-campeonato na 2ª Divisão do Campeonato Paulista, em 2012. Alguns garotos daquela geração permanecem no clube. O fato do novo técnico conhecer parte do elenco auxiliou na escolha. “Atrasamos um pouco um nosso planejamento e precisávamos de alguém que acelerasse nosso trabalho. Aproveitamos a oportunidade do Axel ter se desvinculado da seleção brasileira, já conhecer a casa e alguns talentos da base também.”, explicou Gilson.

Junto com ele, chegam ao clube o preparador físico Alexandre Porto e o preparador de goleiros Tigrão.

Sob o comando de Axel, o Leão da Caneleira disputou 10 partidas, com 4 vitórias, 2 empates e 4 derrotas, tendo marcado 14 gols e sofrido 15. A equipe acabou terminando em 4º lugar no grupo 8 da primeira fase e não avançou na Segundona Paulista.

Axel está de volta ao Jabaquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Planejamento

Em preparação para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista, o Jabaquara analisa 35 jogadores que possuem até 23 anos, idade limite para a disputa da competição. O clube espera selecionar 20 atletas para montar a base para o estadual. “Vamos olhar alguém que possa a vir surgir, que a comissão técnica possa indicar ou que se destaque na base. O treinador vai trabalhar a equipe para, até o dia 5 de abril, estar com o grupo de trabalho pronto.

Assim como nas outras divisões paulistas, a 2ª divisão possui um limite de 28 atletas inscritos, sendo 22 jogadores de linha e 3 goleiros. Cada equipe pode utilizar, no máximo, 3 jogadores acima dos 23 anos por partida. Mas, segundo o vice de futebol do Leão da Caneleira, o clube não deve ir atrás de reforços deste tipo. “A princípio, nós estamos trabalhando com 22 atletas e vamos decidir as últimas 3 de acordo com a necessidade. Se vier a acontecer (contratação de veteranos), vai ser numa oportunidade. Não que haja a intenção de fazer investimentos. Vamos olhar para a garotada que é o foco do investidor”.