X
Economia

Preço dos imóveis residenciais sobe 0,06% em março, diz Abecip

A pesquisa mostrou que, em março, cinco das nove capitais monitoradas tiveram alta nominal dos preços

No acumulado do primeiro trimestre, os preços avançaram 0,24%, enquanto nos últimos 12 meses, recuaram 0,36% / Arquivo DL

O preço nominal médio dos imóveis residenciais nas principais capitais do País subiu 0,06% em março, mostrando uma ligeira recuperação após cair 0,01% em fevereiro. No acumulado do primeiro trimestre, os preços avançaram 0,24%, enquanto nos últimos 12 meses, recuaram 0,36%.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 19, pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), cuja pesquisa considera os valores dos imóveis vendidos por meio de financiamento.

A pesquisa mostrou que, em março, cinco das nove capitais monitoradas tiveram alta nominal dos preços. Esses foram os casos de Fortaleza (0,02%), Salvador (0,08%), São Paulo (0,14%), Belo Horizonte (0,16%) e Recife (0,22%).

Nas outras capitais, os preços baixaram, como aconteceu no Rio de Janeiro (-0,01%), em Goiânia (-0,02%) e em Porto Alegre (-0,06%). Já a cidade de Curitiba mostrou estabilidade nos preços dos imóveis.

Em nota, a Abecip avaliou que a heterogeneidade dos resultados entre as nove capitais continua a refletir uma recuperação ainda lenta e volátil dos preços.

"Este resultado está inserido no contexto da retomada econômica do País, cujos resultados recentes medidos por diferentes indicadores de nível de atividade vêm frustrando as expectativas de um ritmo mais forte de crescimento", apontou a associação.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

VELHO PROBLEMA

Zona Noroeste: Obra deve melhorar fluxo de águas de chuva e maré alta em Santos

O ponto enfrenta dificuldade de escoamento devido a um estrangulamento nos dutos que recebem o fluxo da Rua Sebastião Brasil e da travessa de mesmo nome

SAÚDE

Bertioga: Prefeitura distribui absorventes para jovens e adultas em vulnerabilidade social

A distribuição começará a ser feita inicialmente nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software