ROMU de Guarujá ganha reforço no efetivo

Efetivo é treinado para ações de pronto emprego e de procedimentos de alta complexidade

Comentar
Compartilhar
03 JUN 2019Por Da Reportagem18h01
A equipe é responsável pelo atendimento operacional especializadoFoto: Divulgação/PMG

Investir em segurança tem sido um compromisso da Prefeitura de Guarujá. Na última semana, o grupamento de Rondas Ostensivas Municipais (Romu), que faz parte da Guarda Civil Municipal (GCM), ganhou o reforço de sete agentes. A equipe é responsável pelo atendimento operacional especializado.

Para integrar o grupamento é necessário possuir no mínimo três anos de efetivo exercício na Guarda Civil Municipal de Guarujá, ser aprovado em teste de avaliação psicológica e de aptidão física; ter concluído o curso de Patrulhamento Tático Móvel, entre outras exigências.

Recentemente, mais uma turma foi habilitada. No final de maio, sete guardas municipais concluíram mais uma edição do curso e se somaram ao grupamento, totalizando 13 agentes.

"Quando tratamos de um grupamento como a ROMU não podemos nos privar de apoiar e estruturar. Eles são a ponta da lança, sempre prontos para qualquer missão", afirmou o sub comandante da GCM e coordenador do grupamento de ROMU, Anderson Maia Raca.

O efetivo é treinado para ações de pronto emprego e de procedimentos de alta complexidade tendo como principais funções: o apoio em situações de crise em prédios públicos municipais, a garantia dos serviços prestados para a Prefeitura, apoio as demais unidades da GCM, assim como o auxílio na preservação da ordem e da segurança pública na Cidade.

Colunas

Contraponto