Programa Direção Segura autua oito motoristas em Mongaguá

A blitz foi realizada na Praça Dudu Samba entre a noite de sábado, dia 28, e a madrugada de ontem. Ao todo, foram aplicados 65 testes do etilômetro (conhecidos por bafômetro)

Comentar
Compartilhar
30 MAR 201510h48

O Programa Direção Segura autuou oito pessoas em operação de fiscalização da Lei Seca realizada em Mongaguá. A iniciativa é ação coordenada pelo Detran-SP para a prevenção e redução de acidentes e mortes no trânsito causados pelo consumo de álcool combinado com direção.

A blitz foi realizada na Praça Dudu Samba entre a noite de sábado, dia 28, e a madrugada de ontem. Ao todo, foram aplicados 65 testes do etilômetro (conhecidos por bafômetro).
Os oito condutores autuados por embriaguez ao volante terão de pagar multa no valor de R$ 1.915,40 e responderão a processo administrativo junto ao Detran-SP para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Dos oito autuados, três responderão na Justiça (Foto: Divulgação)

Três dos motoristas flagrados, além das penalidades acima, responderão na Justiça por crime de trânsito. Eles apresentaram índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro. Se condenados, poderão cumprir de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a nova Lei Seca, também conhecida como tolerância zero.

Ação integrada

Lançado no Carnaval de 2013, o Programa Direção Segura integra equipes do Detran.SP, das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica, e do Corpo de Bombeiros.
Pela nova Lei Seca (lei 12.760/2012), todos os motoristas flagrados em fiscalizações têm direito a ampla defesa, até que a CNH seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração durante o processo administrativo, o valor da multa será dobrado.