Patrimônio histórico da cidade, Cadeia Velha de Santos será restaurada

Em visita ao município, governador Geraldo Alckmin ainda entregou 25 viaturas para a polícia civil da região

Comentar
Compartilhar
29 MAR 201413h58

Um dos mais importantes patrimônios culturais de Santos receberá investimento de R$ 7,5 milhões para obras de restauro, anunciou o governador Geraldo Alckmin nesse sábado, 29, durante visita à cidade.

O prédio da Cadeia Velha de Santos terá fachadas, esquadrias e pinturas ornamentais, além de todos os ambientes internos, totalmente restaurados. "As obras começam imediatamente e esse restauro será muito importante para preservar a cultura de Santos", declarou o governador Geraldo Alckmin.

As obras, que devem durar 18 meses, incluem ainda a adaptação de todas as áreas para receber pessoas com deficiência e a implantação de um elevador para acesso ao pavimento superior.

O uso do espaço após a reforma está sendo discutido pela Secretaria de Estado da Cultura em conjunto com a Prefeitura de Santos. O intuito é oferecer à população um equipamento cultural com instalações modernas sem deixar de preservar as propriedades originais.

O edifício de estilo colonial foi construído em 1869 e abrigou a Câmara de Santos antes de dar lugar à cadeia da cidade por quase um século. Por sua importância histórica, o local foi tombado pelos órgãos de preservação municipal (Condepasa), estadual (Condephaat) e federal (Iphan).

Geraldo Alckmin anunciou a reforma da Cdeia Velhad e Santos neste sábado, durante visita à cidade (Foto: Matheus Tagé/DL)

Reforço na frota

Em Santos, o governador Geraldo Alckmin ainda entregou 25 novas viaturas para a Polícia Civil da Baixada Santista e do Vale do Ribeira. Os veículos serão distribuídos para as delegacias seccionais de Santos, Itanhaém, Jacupiranga e Registro. "Estamos entregando os primeiros, que serão usados na área de investigação da Polícia Civil", disse o governador.

Ao todo, R$ 2,3 milhões foram investidos para a aquisição dos automóveis, que serão distribuídos pelas delegacias seccionais entre suas unidades policiais, como as próprias sedes, Delegacias de Defesa da Mulher (DDM) e distritos policiais.

Os novos veículos fazem parte de um lote maior. O Governo do Estado adquiriu, ao todo, 647 viaturas, a um custo de R$ 54,8 milhões. Somente na última semana, as seccionais da Capital e da Grande São Paulo e os departamentos especializados receberam 355 viaturas, a região de Ribeirão Preto ganhou 48 e a de Piracicaba, 31.

No evento, o governador também anunciou o Programa Atividade Delegada Estadual. "Teremos 3 mil policiais a mais no estado todo, o que dará mil policiais a mais por dia. Aqui na Baixada Santista serão 600 policiais a mais", disse.