X

DIVERSIDADE

Parada do orgulho LGBT encerra a semana da diversidade sexual de Santos

Nem mesmo o tempo cinzento e a ameaça de chuva impediu que a frente do Paço Municipal ficasse repleta de pessoas

Da Reportagem

Publicado em 09/10/2023 às 08:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O evento foi realizado neste domingo (08) na Praça Mauá / Isabela Carrari/PMS

Um manifesto em forma de festa para refletir sobre o respeito e a dignidade com a comunidade LGBT+. Esse foi o clima da 6ª Parada do Orgulho LGBT de Santos, realizada neste domingo (08) na Praça Mauá (Centro Histórico), que marcou o encerramento da 12ª Semana Municipal da Diversidade Sexual.

Nem mesmo o tempo cinzento e a ameaça de chuva impediu que a frente do Paço Municipal ficasse repleta de pessoas, em sua maioria com cores que remetiam ao arco-íris da bandeira do movimento desta comunidade. A Parada contou com várias apresentações de 24 artistas, entre drags, músicos, performers e DJs.

AVANÇOS

“Avançamos muito em políticas públicas no Município, em legislações que garantem os direitos das pessoas LGBT, como a questão do nome social no jazigo, a criação do conselho municipal e o selo da diversidade”, ressaltou a prefeita em exercício e secretária da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos (Semulher), Renata Bravo, que foi homenageada no evento com a entrega de uma placa.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“O dia de hoje traz a visibilidade que precisamos ter na sociedade, o nosso espaço de fala. É hora de ter o nosso manifesto para dizer que existimos, que resistimos e precisamos ser respeitados”, afirma a presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT de Santos, Daisy Eastwood, que organizou a iniciativa em parceria com a Coordenadoria da Diversidade (Codiver), da Semulher, e o Conselho Municipal de Políticas Públicas LGBT (ConLGBT).

“Tivemos uma série de eventos, workshops e oficinas que vieram para promover ações afirmativas. Foi uma semana intensa, encerrada com a Parada, que serviu para ouvir a sociedade civil, em especial lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, para fazermos políticas públicas”, afirma a coordenadora da Codiver, Taiane Miyake.

O presidente do ConLGBT, Wellington Araújo, também comemora o resultado dos eventos da Semana e espera que eles tragam a reflexão da necessidade de uma cidade para todas as pessoas. A Parada também contou com a participação do coordenador da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo, Rafael Calumby. “Estamos juntos contra qualquer tipo de LGBTfobia e de intolerância”, destacou o representante do governo estadual.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro deste ano

Com 40% de perdas, Roraima lidera ranking dos que mais desmataram

São Vicente

São Vicente inaugura a quinta escola de período integral

AMEI Maria Lourdes Batista, no Parque São Vicente, atenderá cerca de 450 alunos com salas climatizadas, quadra coberta e oficinas extracurriculares

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter