Mutirão contra o Aedes elimina 15 focos no Castelo

O bairro foi escolhido porque o único caso confirmado de dengue neste ano é de moradora da área

Comentar
Compartilhar
13 FEV 2019Por Da Reportagem21h01
Um total de 1.471 imóveis foi vistoriado no primeiro mutirão de combate ao Aedes AegyptiFoto: Divulgação/PMS

Um total de 1.471 imóveis foi vistoriado no primeiro mutirão de combate ao Aedes Aegypti da Prefeitura em 2019, realizado nesta quarta (13) no Castelo (Zona Noroeste). Foram eliminados 15 focos de larvas do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, além da febre amarela urbana.

O bairro foi escolhido porque o único caso confirmado de dengue neste ano é de moradora da área.

"É importante, sim, este trabalho, porque já teve época que todo mundo da rua pegou dengue, por causa de uma obra que existia aqui", disse a dona de casa Josemary Vieira Silva Dias, 44 anos, que reside numa casa na Rua Dr. Ismael Coelho de Souza, a qual foi vistoriada por equipe de agentes de combate a endemias com apoio de agentes comunitários de saúde.

Também foi montada, em frente ao Centro Esportivo da Zona Noroeste, uma tenda inflável com agentes da equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC) e distribuição de panfleto e sachês de sal para colocação em ralos e calhas.

"Eles me explicaram que não pode deixar água parada, ralo aberto e, se vir algo errado em alguma casa vizinha, orientar a pessoa", contou a monitora de creche Doralice Nascimento Bastos, 53 anos, que levou os itens para reforçar os cuidados preventivos em sua casa.

Alerta

A Subprefeitura da Zona Noroeste também disponibilizou caminhão para a retirada de materiais e objetos inservíveis (pneus, garrafas etc.) colocados nas calçadas das residências, após orientação dos profissionais de saúde.

"Os casos de dengue estão preocupantes em outras regiões e, por isso, precisamos estar em alerta, mas para todas as ações do poder público é sempre necessária a colaboração da população", ressaltou o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, que acompanhou a ação dos agentes.v

Colunas

Contraponto